Enquete: Qual a sua idade? – Resultado

Por em

Este post é para agradecer a ajuda dada na enquete relâmpago! :D Mesmo num fim de semana, a participação foi maciça, meus sinceros agradecimentos. :) E como prezo pela transparência em tudo, a enquete foi feita para ter um perfil de quem acessa o Prato. Uma agência deve lançar uma campanha de publicidade, e pode ser ou não que o Prato participe.

Seria bem legal se o Prato fosse selecionado, né? Ainda mais se rolasse distribuição de brindes, uhauahuah. Mas creio que não será, mas tudo bem. :) Ah, nenhuma informação particular de quem participou será/foi passadas para terceiros, e nunca será.

Resultado da enquete Contamos com a participação de 170 pessoas, e ficou assim a divisão: Até 18: 4%; 18 até 25: 22%; 25 até 35: 39%; +35: 35%.

Por vezes, quase foi um empate entre os dois últimos. Um ficava na sempre do outro, mas os de 25 até 35 nessa amostragem são a grande maioria. Isso vai com o que eu achava de forma totalmente aleatória, por conversar com os leitores via comentários e mail. Ah, mas idade não quer dizer nada, né meu povo? :)

Agora que tomei gosto pela brincadeira, lancei outra enquete: O que você faz da vida? Essa estou fazendo motivado pela minha própria curiosidade mesmo, heheheh.

Compartilhe!

Dicas de Compras

100% Prazer – Lanches
Macaron
Bon Appetit Desserts: The Cookbook for All Things Sweet and Wonderful
Jamie Oliver em Casa

Confira toda a ESTANTE!

3 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Sem Avatar Akemi:

    Já votei! Bjs

  2. Sem Avatar Nina:

    Hoje de manhã estava lendo o jornal e lembrei de você!
    No caderno paladar do jornal Estado de São Paulo, o tema é “Em casa, não tem bafômetro”. Mas logo na primeira página do caderno está escrito: “…não precisa evitar pratos que levem bebida: fervido ou flambado, o álcool evapora quase completamente.”.
    Citam o uso do bafômetro e tudo!
    Mas quem será que auxuliou nesta empereitada?
    Não cita o nome de quem escreveu a reportagem…
    Acredito que para flambar, usaram uma quantidade pequena de álcool (a recita foi a crepe suzette), por isso passaria no bafômetro.
    E quando testaram com os cozidos de carne (brasato, coq au vin) em vinho, a concção longa diminuiu o teor alcóolico dos pratos.
    Um jornal tão importante deveria pesquisar/estudar mais sobre os temas antes de publicar.
    Já tive um bate-boca via e-mail com a redação deles devido a uma reportagem sobre a região vinícola gaúcha.

    bjinho.

  3. @Akemi: domo arigatou! ^^

    @Nina: Ahhhhhh. Não é à toa que sempre me irrito com jornalistas quando falam de assuntos quem eles não conhecem! O que custa apurar um pouco mais a informação, né? Vou dar um adendo naquele post, por que já prevejo seres aleatórios vindo dizer que falei besteira….

    Valeu pela dica! :D

Comentários fechados no momento. Caso queira, entre em contato.

«

»