Maggi: Caldo Líquido

Maggi Caldo Líquido

Acredito que para não ficar atrás da Knorr (Unilever), a Maggi (Nestlé) resolveu lançar no país uma linha de caldos prontos diferenciados. Jurava que eles já tinham isso lá fora, mas parece que não.

Achava que fosse o Seasonings que vi numa dessas idas para São Paulo. Mas vale dizer que durante a pesquisa encontrei uma referência para o produto num site alemão, mas confiabilidade duvidosa.

Acho que quase fui convidado para o lançamento do produto, mas nunca me retornaram uma contra-resposta. De qualquer modo, isso não teria modificado em nada o que diria ou não.

A análise segue o mesmo padrão das outras duas, no caso, Knorr: Potinho de Caldo e NoMu: Fonds.

Carne

Maggi Caldo Líquido: Carne

Ingredientes: água, sal, açúcar, amido, maltodextrina, condimento preparado sabor carne, cebola, carne bovina, salsa, noz-moscada, coentro, pimenta-do-reino, realçadores de sabor glutamato monossódico e inosinato dissódico, aromatizantes, corante caramelo e acidulante ácido cítrico. Contém Glúten. Contém leite, soja e aipo. Contém traços de ovos e mostarda.

Concentrado

  • Cor: madeira, marrom
  • Aspecto: líquido
  • Odor: característico de carne, mas bem suave
  • Sabor: salgado predominante, doce/açúcar e leve gosto de carne

Diluído, apresenta coloração âmbar/marrom com partículas pequenas, suave odor de carne e o gosto é salgado, a carne é bem leve. Também pudera, o que deveria ser o principal aparece em 8º lugar na lista de ingredientes! Não se poderia esperar muita coisa, creio eu.

Como o gosto de carne é sutil, tenho lá minhas dúvidas o quanto o caldo conseguiria saborizar alguma preparação. De modo geral, iria agregar mais sal do que outra coisa.

Tirando o salgado, o que chamou bastante a atenção foi uma doçura inusitada e nada agradável do caldo. Estranho e esquisito para ser bem sincero. Pudera, açúcar é o terceiro ingrediente na listagem.

Galinha

Maggi Caldo Líquido: Galinha

Ingredientes: água, sal, maltodextrina, açúcar, amido, curry, carne de galinha, condimento preparado de cebola, gordura de galinha, alho, salsa, coentro, realçadores de sabor glutamato monossódico e inosinato dissódico e aromatizantes. Contém glúten. Contém soja, aipo e mostarda. Contém traços de ovos e leite.

Concentrado

  • Cor: amarelo-esverdeado
  • Aspecto: líquido
  • Odor: característico de frango
  • Sabor: salgado predominante, vegetal de fundo

Na diluição apresentou coloração amarelo claro com partículas, cheiro de frango com vegetal. No quesito sabor, absurdamente salgado seguido de notas vegetais principalmente de salsa. Tinha um outro sabor conhecido, mas não conseguia distinguir (devido ao salgado, creio), mas quando li os ingredientes fiz a associação: era curry. O gosto em si não é ruim, o que coloca a perder é o salgado dele.

Considerações finais

Maggi Caldo Líquido

De longe, o que mais chamou a atenção é o quão salgado é! Tanto concentrado (lógico) e também utilizado como o fabricante recomenda. A quantidade de sódio descrita é elevada.

Para chegar nesses valores, tive como base as informações disponíveis na embalagem do produto:

Maggi: Caldo Líquido - Comparativo

Podem notar que em ambas as versões há quase 4g de sódio! Sim, em 50g de caldo concentrado, eu sei. Porém, essa é a quantidade (50g) para fazer 1L de caldo pronto. Vale lembrar que a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 2g de sódio/dia (ou 5g de sal/dia – cloreto de sódio), ou seja, em 1L você tem o dobro!

Na minha humilde opinião, é muita coisa. Mesmo que não se consuma todo esse líquido, digamos, cerca de 250mL (1 xícara) tem +900mg de sódio (quase 1g), praticamente a metade da recomendação diária numa única porção. É ou não é muita coisa?

Pode ser considerado o seguinte: usar uma quantidade menor. Se usar menos, terá menos “gosto” do sabor principal, não? A intenção agregar mais sabor na preparação, não? Então, mas qual seria o propósito em usar menos?

Artigo por: Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Farmacêutico, Produtor Gastronômico e Comunicador de Ciência de Alimento. Uma combinação diferente, né? Vem saber mais…

Fez ou tem uma dúvida sobre a receita? Comente!

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

8 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Vitor, voce sabe dizer se uma receita que pede fundo de galinha ou carne pode ser feita usando caldo de galinha ou carne? Enfim existe diferença entre fundos e caldos?

    1. Depende. Algumas fontes dizem que fundo é antes de ser cozido, e caldo após. Mas no clássico francês não tem distinção é fonds de cuisine, por exemplo. Aqui no Brasil fundo e caldo acabou, também, se tornando sinônimo, mas como disse depende da literatura seguida.

      Ah, sim. Estou me referindo aos caldos/fundos clássicos, ou seja, os feitos. E não os industrializados.

  2. como dona de casa responsável pelo jantar-do-todo-dia, acho que todo tempero que é…. assim, pre processado, é mto salgado e com sabor meio fraco. não sei muito usar esses temperinhos prontos. sou fresca. ;X

    1. Também acho! Mas com aquela máxima de marketing: se tem para vender, é porque tem público!

  3. Victor,
    Comprei um de frango para provar e não gostei do sabor e do aroma. Também adoro suas postagens!
    bjs

    1. Comparado com o de carne, o de frango fica gostosinho! Sério, o de carne consegue não é nada bom.

  4. Olá!

    Leio sempre seus posts e me inscrevi para recebê-los por e-mail quando há novidades.

    Acho seu trabalho super relevante, pois quem não é da área, acaba ficando atento com a questão da responsabilidade na alimentação pessoal e familiar.

    Suas resenhas são ótimas e, na realidade, são o que mais me movem a ler seu blog! É claro que suas receitas são fantásticas, mas as resenhas têm elevado valor por serem, sem sombra de dúvidas, uma contribuição social (ao meu ver).

    Parabéns!

    Gostaria de propor algumas sugestões! Se puder fazer resenhas sobre os pães integrais (que hoje muitos dizem que são integrais, mas, de fato, são poucos que podem levar o rótulo). Também acho interessante a questão das sopas prontas, que prometem ser 100% naturais e fico com muitas dúvidas.

    Outro assunto que sugiro (sem querer abusar, mas já abusando…rs) é sobre os sucos de caixas, que têm ganhado uma demanda incrível com a mesma promessa de serem saudabilíssimos…

    É isso, obrigada!
    Renata.

    1. Até gostaria de testar mais produtos, porém ficaria um tanto quanto inviável. De modo geral, eu mesmo compro os produtos em si. E comprar algo que irei jogar fora depois, e não seria interessante, pois poderia utilizar o dinheiro ali empregado para comprar outros ingredientes que de fato irei usar, sabe? Não são produtos quem fazem parte da minha cozinha do dia a dia. Por exemplo, esses dos caldos, estou com quase 2L deles aqui e não sei o que fazer! hahahahah

      Agradecemos a preferência!