Suco Joy

Suco Joy

Não conheci a Joy antes de avista-lá na prateleira da loja. Num primeiro momento imaginei que fosse alguma bebida alcoólica devido a embalagem, mas fui surpreendido ao perceber que eram sucos refrescos, como foi bem frisado pela assessoria lá no facebook.

Não chega a ser integrais, mas é visível um certo turvamento do líquido mostrado que a base ainda são as frutas. Fui atraído por causa da garrafa. Sou desses que normalmente compra por causa das embalagens do que pelo produto em si, às vezes.

Além do fato de ser um sucos refresco, o que fez fechar a comprar foi o texto no rótulo do produto. Não tive como não trazer. Escolhi dois sabores de limão (zero açúcar) e frutas vermelhas.

Na Joy Zero de limão:

Cada garrafa de Joy Zero vem com algumas promessas: nada de ser doce demais, nossa principal bandeira, e baixas calorias. Uma bebida super leve, com muito sabor e sempre sem conservantes, espessantes ou corantes artificiais.

Já experimentei sucos/refrescos de limão industrializados melhores. Esse tinha um fundo canforado normalmente encontrado em bebidas cítricas (limão e laranja, principalmente) devido ao processo de pasteurização, ao menos, sinto esse gosto diferente.

O grande barato disso é que a própria empresa reconhece que a formulação ainda não está 100%. Incrível admitirem isso! No site (JOY) deles tem o seguinte:

Suco Joy - Limão

Joy de frutas vermelhas:

A gente queria fazer uma bebida para matar a sede de maneira leve mas muito sabor. Pouco doce, e sem aquele monte de açúcar da maioria as bebidas. Ah, e óbvio, tinha que ser com a própria fruta. Deu trabalho, mas tomara que você goste. Isso é Joy. Um conceito diferente para matar a sede.

O turvamento que comentei antes, nesse de frutas vermelhas é mais perceptível ainda. Deixar a garrafa descansando que os sedimentos se depositam no fundo da garrafa.

Entre os dois, frutas vermelhas sai na frente. Gostei bem mais, mesmo tendo um pouco de aromatizante, não ficou com aquele gosto de artificial. O sabor de framboesa era bem notável e depois, de morango.

Cada uma custou r$4,50 em terras interioranas, achei o valor bem justo pelo que foi entregue. Alguém mais já provou?

Suco Joy
Artigo por: Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Farmacêutico, Produtor Gastronômico e Comunicador de Ciência de Alimento. Uma combinação diferente, né? Vem saber mais…

Fez ou tem uma dúvida sobre a receita? Comente!

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

8 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Moro em Goiânia e já procurei essa bebida pra todo lado por Aki. Como faço pra comprar? Amei esse suco, conheci ele no interior de São Paulo. Desde lá procuro adquirir sem sucesso. Alguém pode me ajudar?

  2. Obrigada pelo comentário, Fe Kojima.
    Como disse, Joy é uma nova alternativa para as bebidas industrializadas.
    Nada bate um suco natural feito na hora, mas o mercado tem que oferecer produtos mais “adequados” e corretos. Esta é nossa linha de pensamento.

  3. Provei o de manga, maravilhoso!
    Fiquei super feliz quando encontrei essa alternativa aos sucos industrializados super açucarados e cheios de coisas artificiais.
    Tomara que fiquem mais conhecidos pra serem encontrados com mais facilidade ;-)

  4. Valeu, Vitor Hugo! Você também corre por gosto, hein? Talvez você precisasse provar o sabor manga (coquinho) ou pêssego (quase em calda). Mas no interior do PR, está meio complicado de chegar.
    Pablo, de Salto: que bom ouvir seu testemunho, cliente da Aliança?
    Adoramos!

    1. É, eu sei. Achei por acaso na mercearia que sempre tem alguma coisa diferente. Ao menos, pude conhecer!

  5. se eu te contar que esse suco é fabricado aqui na minha cidade, você acredita? já faz um tempo que conheço e consumo… e confesso, a primeira vez foi só por causa da embalagem! também sou desses. já cheguei à colecionar essa garrafa, hoje tenho apenas algumas. = D

    1. Verdade? Uia! Conheci mega por acaso e facinho por coisas que chamam a atenção (somando ao preço), heheh

  6. boa!
    ainda não provei, sequer vi a venda – talvez justamente por causa da embalagem #shemaonme