Semana Mesa SP 2013

Semana Mesa SP 2013

Não falei que novembro tinha disso movimentado? Então, este ano consegui comparecer na Semana Mesa São Paulo. O evento com vários eventos acontecendo durante toda semana, promovido pelo Senac SP e pela revista Prazeres da Mesa.

É sempre uma ótima oportunidade de ouvir o que os profissionais nacionais e internacionais da área de alimentos pensam sobre a gastronomia. Cada um com a sua verdade e opiniões distintas, o que nos ajuda a perceber o tamanho desse segmento, além de abrir a cabeça para as diversas possibilidades que existem, não é?

Não consegui estar presente na abertura do congresso (Mesa Tendências), mas no dia seguinte estava lá firme e forte. E consegui assistir a palestra da única e sempre ótima, Mari Hirata. Já disse antes e continuo a repetir: dá vontade de levar ela para casa.

O tema que a Hirata-sama abordou foram as raízes (literalmente) do Japão e as adaptações feitas pelos imigrantes japoneses quando chegaram no país. Houve degustação de vários tipos, mas o que vai ficar na lembrança é o Wasabi. O verdadeiro, e não a pasta verde radioativa que temos a disposição. Sim, ela trouxe várias raízes na mala lá do Japão. Impressionante.

Semana Mesa SP 2013

Wasabi fresco, ralado na hora, no ralador de pele de tubarão. Incrível. Para mim, o sabor tende para o doce do que o salgado. É fresco, picante, floral (?) e efêmero. Pena que demora tanto tempo para crescer, sem falar de todas as necessidades especiais que a planta precisa.

Jefferson Rueda, do Attimo, mostrando a cultura caipira do interior paulista com a técnica genuinamente brasileira: pinga e frita. Pinga um pouco de água, deixa cozinhar e secar, e o fritar é da gordura da preparação (ou banha). E assim por diante.

No final da apresentação, estava na hora do almoço já que foi nada mais nada menos que três porcos à paraguaia inteiros. Uma delicia também, com direito a pele sequinha e crocante. Espero que numa próxima ida consiga visitar o Attimo e o Bar da Dona Onça, da Janaína Rueda, esposa do Jefferson. Os achei bem simpáticos! Isso que bem conversei com eles, apenas de observar.

Semana Mesa SP 2013

A palestra do diretor da École Lenôtre, Phillippe Gobet, sobre méis foi bem instrutiva. Melhor ainda foi a sobremesa feita a base de mel. Doce no ponto e com gosto de mel sem ser muito pungente.

Semana Mesa SP 2013

Com a Isabela Raposeiras, do Coffe Lab, entramos num dos assuntos favoritos meus: café. Com declarações um pouco fortes, porém com uma boa carga de verdade. Raposeiras mostrou-se uma defensora do nosso café nacional, ou melhor, de uma café nacional de qualidade. O que, infelizmente, não é uma realidade. Ainda.

Semana Mesa SP 2013

Gostei de assistir o Arnaldo Lorençato, crítico de gastronomia e editor da Veja SP. Não tinha tido a oportunidade de vê-lo ao vivo antes, apenas em video. Conquistou a platéia com o tema literatura brasileira e gastronomia. Foi informativa e bem divertida… queria ter falado com ele, mas por outro lado fico pensando o que iria conversar? Dá aquele frio na barriga.

A frase que sempre me lembro quando quero comer mais, é dele: “Depois da segunda garfada, a terceira é igual” (Leia: Como Emagreci 30kg)

Semana Mesa SP 2013

O padeiro master de todos os tempos, Rogério Shimura, contou a experiência de montar uma padaria ao estilo brasileiro no Japão. Pode parecer simples, mas quanto trabalho! Tanto estruturalmente quanto de receitas, para serem adaptadas ao paladar japonês: doce sem ser doce, salgado sem ser salgado.

Semana Mesa SP 2013

Já no Mesa Ao vivo conseguir acompanhar menos, mas um dos workshops que acompanhei foi da Renata Arassiro (chef chocolatier) preparou coração aveludado recheado com ganache de priprioca. Foi de uma atenção incrível, com várias dicas preciosas!

Semana Mesa SP 2013

Dessa vez, assumi o meu lado de fã e acabei fangirling (fanboying?) quando era possível! Acho que assustei a Neide Rigo (Come-se) com a minha empolgação do vê-la. Oooops.

Semana Mesa SP 2013

Sim, estava bem feliz da vida.

Semana Mesa SP 2013

Shimura-sama! Dessa vez consegui falar com ele ligeiramente: estava para entrar na palestra e no mesmo dia ele ia abrir a loja da fábrica, pensa a correria.

Agora é esperar pela edição do ano que vem!

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

«

»