Palmiers de Manjericão

Por em

Palmiers de Manjericão

Eis a segunda receita da matéria! Palmiers, massa folhada e manjericão. Já começou com um produto promissor: manjericão. Junto com massa folhada, ruim não poderia ficar. É uma idéia bem interessante para servir em brunches ou confraternizações. O tamanho lembra a nossa concepção brasileira de “petit fours”, o que se torna um perigo: não se consegue parar de comer.

Extremamente simples e com pouco ingredientes. Mas… a massa folhada pronta pode dar algum trabalho se o dia estiver muito quente ou se a sua geladeira não for lá muito eficiente.

Uma das lâminas da massa ficou tão mole, mas tão mole quando fui desenrolar (já vem laminada) para ter o retângulo, a massa literalmente se desfez nas minhas mãos, tristeza define a cena. Não aguentou a temperatura do dia, penso. Na receita original teria sido interessante dizer qual o tamanho do retângulo usado. A dica é trabalhar com a massa o mais rápido que puder, mesmo quando “funciona” ela não aguenta ficar muito tempo fora da geladeira. E óh: nada de me recriminar por usar massa pronta, hein!

O recheio: manjericão, azeite, alho e queijo. Os aromas liberados são um detalhe a parte!

Talvez, colocaria menos azeite na hora de processar o manjericão com o alho, então, coloque aos poucos. Acertar o sal é muito importante, mesmo que se use parmesão (de verdade), pois a massa é totalmente neutra, então, a essência do prato é dado pelo recheio.

O que tem de fácil, as instruções de como dobrar a massa tem de confuso numa primeira lida. Um pouco mais de atenção na leitura compensam essa pequena confusão.

Na hora de assar, não é bacana usar esses tapetes de silicone ou forrar com papel manteiga por mais que facilitem a vida. A melhor maneira é untar e polvilhar farinha de trigo mesmo, ou seja, o palmier em contato direto no metal.

Experimentei o palmier assim que saiu do forno, fumegando de quente… e o gosto lembrava “pickles”, sem brincadeira! Mas depois de morno-frio, o sabor de manjericão voltou. E com certeza terá vários repetecos daqui pra frente.

Palmiers de Manjericão

Palmiers de manjericão

Adaptação de Cozinhando para Amigos de Heloisa Bacellar
Xícara: 250mL
Rendimento: muitos!

Ingredientes

  • 2 xícaras de folhas de manjericão
  • 1 dente de alho
  • 1/2 xícara de azeite de oliva (aproximadamente)
  • 1/2 xícara de queijo parmesão ralado
  • 2 retângulos de massa folhada laminada pronta descongelada (26x40cm)
  • Sal

Modo: no processador junte o manjericão, alho e parte do azeite. Bata até obter uma pasta grossa, a quantidade de azeite pode variar, sugiro que não coloque tudo de uma vez só. Adicione o queijo e acerte o sal.

A massa folhada tinha 26x40cm, optei por cortar as tiras tendo 10x40cm para ter um rolinho de comprimento maior, além de seguir a direção das camadas da massa.

Espalhe o recheio por toda superfície da massa, então, dobre as laterais superior e inferior para o centro cobrindo o recheio. Distribua mais recheio sobre, e dobre ao meio. Deve obter ao final um rolinho comprido de 2,5x40cm, aproximadamente. Repita com as outras tiras de massa. Creio que pela foto seja mais fácil entender como proceder:

Palmiers de Manjericão: Passo a Passo

Leve os rolinhos para o congelador por 2 horas. Então, unte e polvilhe farinha de trigo em assadeiras, pré-aqueça o forno em 200ºC.

Corte os rolinhos em fatias de 1-1,5cm e distribua nas assadeiras deixando espaço de 2cm entre cada fatia. Asse por 15-20 minutos ou até que fiquem dourados. Retire da assadeira ainda quentes. Guarde em pote com tampa por até 2-3 dias (porém, não creio que irá durar tudo isso).

Observações
- Metade da receita: apenas reduza a quantidade de massa folhada, não reduza o recheio.

Palmiers de Manjericão

Compartilhe!

Dicas de Compras

Le Cordon Bleu: Sobremesas e Suas Técnicas
Baked Explorations: Classic American Desserts Reinvented
Petit Larousse do Chocolate
Brasil a Dois: Encontro da Gastronomia Catalã com a Brasileira

Confira toda a ESTANTE!

10 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Hummm, quase pude sentir o perfume daqui. haha
    Eu adoro manjericão e adoro massa folhada, os dois juntos devem ficar ótimos.
    Tenho medo de não conseguir parar de comer (conheço bem isso rs) mas ainda farei esta receita (e que não seja um dia quente rs), fiquei curiosa.

    Beijos

  2. Sem Avatar Rita:

    Hum, eu fiz uma versão mais rápida destes ano passado p Natal, com pesto pronto comprado no super. Também já tive este problema com massa folhada em dias quente. Na maior parte do tempo, eu tento evitar usar o forno quando está muito quente (o que não é possivel em Londrina, ou nunca se faria nada de forno, né….)Anyway, hoje em dia, se preciso usar esse tipo de massa no verão, eu ponho uma “tábua”de mármore na geladeira até a hora de trabalhar a massa, ai retiro o mármore bem frio e a massa dura mais tempo sem amolecer. :)

  3. Arrasou…ficaram perfeitos!:D
    Comeria 1 kg desses trequinhos levinhos e perfumados de uma só vez.
    Sim, continuo a mesma compulsiva de sempre :S
    bisous,
    si

  4. Sem Avatar Luciana Betenson:

    Hummmm… morri de vontade de comer isto, queria agora… Vou definitivamente ter que tirar o pó do livro da Heloísa. ;-)

  5. Parecem deliciosos e super fáceis de fazer, vou experimentar!!! adoro seu blog!!! Ganhei um selinho e estou repassando prá vc. Passe no meu blog para pega-lo!

  6. Vitor,

    A maior parte das vezes utilizo a massa folhada para doces. Adorei essa dica para fazer um salgado.
    Vou experimentar, pois adoro manjericão, alho e azeite.

    Bjs

    Carla

  7. Sem Avatar moranguita:

    bem devem ser ca uma maravilha est palmiers.
    adorei
    beijinhos

  8. ficou o máximo o passo a passo!
    vou tentar reproduzir o palmier aqui em casa.
    parabéns pela capa =)

    bjos

  9. Sem Avatar valentina:

    Vitor Hugo, casa comigo. pode me alimentar so a base destas delicias.

  10. Sem Avatar Sputnicker:

    Olá Vitor,
    Escrevi um post em meu blog baseado na sua receita, ficou maravilhoso!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Comidinhas fáceis de fazer « Caderno de Receitas

    [...] Palmiers de manjericão [...]

Comentários fechados no momento. Caso queira, entre em contato.

«

»