Equipamentos para Foto e Vídeo de Comida

Por em

[Video: Equipamentos para Foto e Vídeo de Comida]

De tempos em tempos, recebo algumas dúvidas em relação ao equipamento que eu utilizo no PratoFundo. E esta é também uma dúvida que eu tenho com outros autores em geral. Sempre fico curioso para saber.

Se você tinha essa curiosidade, listei tudo o que eu uso!

Câmera

O equipamento para captar a informação luminosa, seja para foto ou vídeo. Existem vários modelos, versões e marcas para escolher. Apesar de ainda não ser super barato, o custo diminuiu bastante nos últimos anos. E a diversidade de dispositivos que podem gravar vídeos ficaram mais abrangentes e com uma qualidade muito boa (leia-se: celulares).

Para escolher, você precisa primeiro saber para o que você irá usar: o que você quer fazer com a câmera? Vai ser usada na rua ou somente em estúdio/casa? Precisa gravar em 4K? Ou em slow motion?

Hoje em dia, as principais marcas: Canon, Nikon, Sony e Panasonic possuem modelos para praticamente todo perfil de usuário. Desde do profissional quanto para o iniciante. A escolha da marca acaba sendo preferência pessoal, na maioria dos casos.

Eu, particularmente, uso Canon faz muito tempo. E acabei permanecendo com a marca por já ter me acostumado. E no geral, eu sinto que é mais fácil adquirir acessórios (lentes e afins) para ela aqui no Brasil quando comparo com Sony e Panasonic, por exemplo. A Nikon também é mais fácil, eu creio.

Canon Rebel XTi

Equipamentos: Canon Rebel XTi por PratoFundo.com

Minha primeira câmera mais parruda e com opção de trocar lentes. É super antiga, foi lançada em 2006! Mas ainda funciona super bem, não deu problema ainda. Isso que eu comprei ela usada, mas em excelente condições. Ainda uso para tirar fotos, infelizmente, ela não filma e o visor LCD é fixo.

Mas foi importante para eu aprender e entender sobre fotografia. Principalmente, a parte dos controles manuais. É quase da água para o vinho, pode controlar tudo, é outra coisa.

Ela se tornou a minha segunda câmera para tirar fotos das receitas e fazer os time lapse quando faço do modo tradicional: cada frame, uma foto. Como ela já é antiga, se quebrar por qual disso, não será uma grande problema.

Eventualmente, eu espero poder substitui-la e ter uma segunda câmera para gravar também.

Canon Rebel T4i

Equipamentos: Canon Rebel T4i por PratoFundo.com

Está é a câmera principal que utilizo para gravar os videos (também tiro fotos), é um modelo já antigo e provavelmente descontinuado. Na época da compra já foi difícil encontrar este modelo em particular. Era mais fácil achar T3i e T5i.

Optei por este modelo, por causa do custo x benefício: preço era bom e tinha as principais características que eu procurava. Poderia ter pego a T5i? Sem dúvida, mas pesquisando e lendo diversos reviews, boa parte, não dava uma nota muito boa para ela. E também comprei só o corpo, não comprei como kit (câmera e lente): fica mais barato e eu já tinha lentes.

Para quem grava sozinho, a tela LCD é articulada. Então, é possível verificar se estou em foto e em quadro. Além disso, outro fator importante era gravar em full HD (1920×1080; 30f, 24f, 25f). Não, não grava em 4K.

O sensor é CMOS de 18 megapixel, ele é cropado do formato APS-C (22,3×14,9mm) e o processador de imagem é DIGIC 5.

Esse linha Rebel é a de entrada para quem quiser se aventurar em fotos e gravar videos. Está no meio do caminho dentro do reino das dSLR e não custa tão caro assim. Em meados de fevereiro (2017), a Canon lançou a versão T7i.

Lentes

A escolha da lente para se trabalhar depende bastante do seu objetivo. Para o que você vai usar, e claro, o quanto está disposto a pagar. Não se assuste, a chance da lente que você deseja ser mais cara que a própria câmera é muito grande e bem fácil.

Não existe a lente perfeita, nenhuma irá fazer tudo muito bem. Cada tipo tem uma performance melhor em determinadas situações. Aqui, eu listo as que eu já usei e as minhas impressões gerais.

Canon EF-S 18-55mm f/3.5-5.6

Equipamentos: Lente Canon EF-S 18-55mm f/3.5-5.6 por PratoFundo.com

Acredito que a 18-55 é o primeiro contato com lentes intercambiáveis em câmeras da grande maioria, seja Canon ou Nikon. Geralmente, ela é a lente que vem no kit básico vendido pelas marcas e por muitas lojas. Não creio que seja tão ruim como muita gente fala, para aprender a mexer, fotografar e filmar está de bom tamanho.

O meu modelo é absurdamente antigo (idos de 2006) veio junto com o corpo da Rebel XTi. Para se ter uma ideia, a minha não tem estabilização de imagem como nas versões mais novas.

Apesar da construção não ser tão robusta assim, ela ainda funciona e não apresenta nenhum problema funcional. Como disse, foi com ela que aprendi a tirar fotos. A realmente experimentar e tentar tirar o maior proveito do que eu tinha no momento.

Quando comecei a filmar, por questões de espaço, ela foi a opção por causa da variação do zoom: vai do 18 até 55mm. Mas tem um detalhe: a abertura (f/) também varia. A máxima é 3.5 e quando faz a extensão do zoom, ela vai automaticamente para 5.6. Eu querendo ou não.

Já em 3.5 exige uma quantidade de luz interessante, em 5.6, precisa de muito mais. Em ambientes com baixa luminosidade, será necessário aumentar o ISO e por ser que não adiante tanto.

Entretanto, para ambientes bem iluminados e durante o dia, as imagens ficam boas. Praticamente todos os vídeos e fotos feitos até novembro (2016) foram feitos com a 18-55mm.

  • Preço médio: r$1.100,00 (loja oficial da Canon) | $250 (na B&H Photo and Video)

Canon 50mm f/1.8

Equipamentos: Lente Canon 50mm f/1.8 por PratoFundo.com

Depois da lente do kit, a 50mm é a mais comum que meio mundo também usa e recomenda. Esta em particular pelo custo-benefício: é a lente mais barata com uma abertura (f/) muito bom. Tanto na Canon quanto Nikon. O barato é quando a gente compara com as outras lentes.

Diferente da 18-55, ela é uma lente fixa (prime). Ou seja, você/câmera que deve se mover para ficar mais ou menos perto do tema da foto ou do vídeo. E com essa abertura de f/1.8, é possível fazer o desfoque (blur/bokeh) do fundo do tema da foto.

Para filmar, dentro da minha configuração ela serve apenas para fazer tomadas em close. Já para me gravar falando, não serve. Para conseguir um quadro mais aberto, tenho que afastar bastante a câmera e eu não tenho esse espaço.

Assim como a 18-55, a minha versão da 50mm é super antiga. A vendida atualmente é STM (stepping motor, menos barulhento) e o anel de ligação com a câmera (mount) é de metal. Porém, vale dizer que a construção não é das mais robustas, eventualmente, ela vai quebrar.

Consigo tirar fotos com a minha, mas ela já não tem a mesma performance que antes. E para dar foco, as partes móveis internas patinam um pouco. Quando eu comprei, paguei cerca de r$250 no Paraguai, faz muito tempo. A cotação do dólar ainda era boa.

Existem versões da lente com f/ de 1.4 e 1.2. Logo, como a abertura do diagrama será maior, o preço aumenta junto. O modelo f/1.2 é da linha L.

Os valores médios são: (segura o coração)

  • Canon EF 50mm f/1.8 STM Lens: r$500 (loja oficial da Canon) | $125 (na B&H Photo and Video)
  • Canon EF 50mm f/1.4 USM Lens: r$1.400 (loja oficial da Canon) | $350 (na B&H Photo and Video)
  • Canon EF 50mm f/1.2L USM Lens: r$5.900 (loja oficial da Canon) | $1.300 (na B&H Photo and Video)

Canon EF 100mm f/2.8L MACRO IS USM

Equipamentos: Lente Canon EF 100mm f/2.8L MACRO IS USM por PratoFundo.com

Para fotos de comida, esta lente macro é uma grande aliada. Bem no comecinho do blog, haviam me sugerido uma lente com essa distância focal. Mas quando se descobre o preço: a gente morre um pouquinho por dentro… Tanto esta quanto a 24-70 (abaixo), só consegui adquirir por causa do YouTube Next Up que o canal foi selecionado em 2016. Um dos prêmios era uma quantia para investir em equipamentos.

O grande tchan dela é ser macro! A ampliação máxima no close é de 1x (1:1), isso quer dizer que 1cm na vida real, será 1cm no sensor da câmera. Mas é possível utilizar fora do close também. Algumas pessoas usam para retratos também, eu uso para fotos mais amplas (wide shots).

Optei pelo modelo da linha L (Luxury, sim o nome é esse) da Canon, existe a mesma lente da linha normal. O que me fez optar por ela (apesar de mais cara), foi a presença de estabilização de imagem. É uma função que ajuda bastante na hora de gravar. Nas tomadas do sexy food porn shot são feitas segurando a câmera na mão. E no close, a minha falta de estabilidade fica bem aparente (leia-se: eu tremo bastante). Então, a estabilização ajuda nisso.

Igual a 50mm, não serve para eu me gravar. A câmera teria que estar muito longe para ter um quadro amplo (mais de 2m), não tenho esse recuo todo. Conheço amigos que conseguem fazer isso e a imagem fica linda.

Claro, existem outras diferenças na construção que promovem a lente para o panteão da linha L.

Existe também, a lente 65mm macro. Quase optei por ela, mais barata e faz macro também. Mas ela é exclusiva para câmeras com sensor APS-C (sensor cropado). Pensando no futuro, eu espero, eventualmente irei migrar para uma câmera full frame (sensor de 35mm). E como a de 100mm funciona nos dois sistemas, pesou bastante.

Talvez um ponto negativo é o foto automático (sim, eu uso). Ele é meio lento, mas pode ser por causa da câmera em si. E uma curiosidade: ela é pesada, fiquei bem surpreso. Não imaginei que fosse, é algo que a gente não pensa, né?

Agora, vamos aos valores médios: segura o coração, tá?

  • Canon EF 100mm F/2.8L MACRO IS USM (meu modelo): r$3.700 (loja oficial da Canon) | $800 (na B&H Photo and Video)
  • Canon EF 100mm F/2.8 MACRO USM (modelo normal): r$2.600 (loja oficial da Canon) | $600 (na B&H Photo and Video)

Canon EF 24-70mm f/2.8L II USM

Equipamentos: Lente Canon EF 24-70mm f/2.8L II USM por PratoFundo.com

Fazia muito, mas muito tempo que cobiçava uma lente dessas. Nossa, muito tempo. Na ideia original era comprar o modelo da Sigma com as mesmas especificações (24-70mm ou 17-50mm f2.8) que, geralmente, é mais barata. Dependendo da loja, é metade do preço. Mas como eu só podia comprar em uma determinada loja, e nela, a diferença de preço era quase inexistente, fiquei com a Canon.

Diferente da macro, a 24-70 é uma lente zoom: vai do 24 até 70mm que eu realmente preciso para os tipos de vídeos e fotos que faço. O principal fator foi a abertura constante (f/) máxima de 2.8 durante todo o zoom. Ou seja, tanto em 24, no meio do caminho, quanto em 70mm a abertura do diafragma não varia, igual a 18-55mm.

Isso significa que ela é mais rápida/clara, como a abertura é maior entra mais luz. Consigo filmar em condições de iluminação não tão boas assim ou usar menos pontos de luz. O que para mim é importante, pois nem sempre filmo durante o dia. Sem falar que também cria aquele efeito desfocado nas fotos e nos vídeos (profundidade de campo).

E a melhor parte, se eu precisa posso diminuir esta aberta (mínimo é f/22). Mas é uma escolha minha e não mandatória da lente. Ah, e sim: os valores são inversamente proporcionais, ou seja, quanto menor o número do f/, maior será a abertura.

Existe no catalogo da Canon, uma lente parecida com esta: EF 24-70mm F/4L IS USM, também é da linha L e quase metade do preço. Mas tem aquele porém: a abertura máxima constante em f/4 (muito lenta/escura). O que para mim não seria o ideal. Esta abertura era o que eu usava com a lente 18-55mm, e era justamente o que precisava modificar.

Para o meu uso, ela é a coringona: dá para filmar as receitas, tiras as fotos e me filmar com uma e lente só.

O único senão dela, igual a 100mm, o foco dentro um pouco para encontrar o tema quando comparo a 18-55mm. Mas novamente, eu acho que é por causa da câmera. E assim como a 100mm, ela é também pesada. Essa eu já sabia, no treinamento no YouTube eu pude pegar na mão.

De novo, aguenta firme o coração:

  • Canon EF 24-70mm F/2.8L II USM (meu modelo): r$7.800 (loja oficial da Canon) | $1.750 (na B&H Photo and Video)
  • Canon EF 24-70mm F/4L IS USM: r$4.200 (loja oficial da Canon) | $900 (na B&H Photo and Video)

Audio

A qualidade de imagem é importante, mas sem som: nada feito.

Uma verdade, verdadeira: o microfone embutido de qualquer câmera é ruim de horroroso. Isso é fato e ponto. Para ter um som de qualidade vai ser necessário um microfone próprio para isso. E se possível, um gravador de audio próprio/externo.

Eu sei que o meu audio não é dos melhores, mas não é ruim!

Microfone de Lapela Audio-Technica ATR3350

Equipamentos: Microfone de Lapela Audio-Technica ATR3350 por PratoFundo.com

Eu comprei o microfone pela Amazon britânica (e uma amiga me trouxe), porém este meu modelo foi descontinuado e substituído pelo ATR3350iS. O site da fabricante indica que a nova versão vem com adaptador para ser usado com celular. Isso é importante, pois microfones em geral não são compatíveis com qualquer equipamento. O plug P2 é diferente, o número de listras indica isso.

Para o meu uso, ele funciona muito bem. Fiz uma gambiarra para virar um microfone sem fio. Na verdade, eu ligo ele num gravador externo para poder ficar andando com mais liberdade.

  • Valor médio: $29 (na Amazon americana)

Gravador Zoom H1

Equipamentos: Gravador Zoom H1 por PratoFundo.com

Este é o meu gravador principal, ele que fica ligado ao microfone de lapela. A construção é praticamente toda de plástico, mas o audio tem uma qualidade muito boa. Uso é super simples, apertar o rec e pronto. Tem controle de nível e volume.

  • Valor médio: $99 (na Amazon americana), r$500 (no Brasil)

Gravador Zoom H4n

Equipamentos: Gravador Zoom H4n por PratoFundo.com

Havia comprado primeiro o H4n, é também um gravador externo. É grande, é parrudo e é um exagero. Oferece muito mais do que eu realmente preciso, praticamente não o uso tanto. Prefiro o H1 pelo tamanho, mobilidade e consumo de bateria (1 contra 2 no H4n). Ele é ótimo, é incrível. Mas para o meu uso, ele acaba sendo muito grande. Estou sempre andando pra lá e pra cá.

  • Valor médio: $200 (na Amazon americana), r$1800 (no Brasil)

Iluminação

Para iluminar tudo, uso luz artificial mesmo. Tenho soft box com quatro pontos: 04 lâmpadas de 25w, 6400K. E uma umbrella com dois pontos: 02 lâmpadas de 150w, 5500K.

Tirando as lâmpadas do soft box, os outros equipamentos foram comprado na China. Isso, no Aliexpress mesmo.

  • Valor médio no Aliexpress: r$87 (umbrella); r$108 (soft box); r$90 (lâmpadas)
Equipamentos: Iluminação Softbox Equipamentos: Iluminação Umbrella Equipamentos: Lâmpadas Fluorescente 150w 5500K

Suporte

Equipamentos: Tripé Manfrotto

Depois de penar bastante com um tripé meio ruim, resolvi investir num realmente bom. Fui logo de cara no Manfrotto 055X Prob PRO que já foi descontinuado, e foi substituído pelo MT055XPRO3.

Este nove modelo eu não conheço, mas o meu é um tripe grande e pesado. Bem firme, a parte ruim é para nivelar as pernas. Parece que no modelo novo fazer isso é mais fácil.

Esses tripés mais robustos e com uma pegada mais profissional a cabeça é vendida separada. A minha é uma Manfotto MVH500AH, ela é fluída. Isso significa que consigo aquele efeito suave nas transições os panning.

  • Valor médio na &H Photo and Video: $200 (tripé modelo novo); $132 (cabeça)
  • Valor médio: r$1100 (tripé modelo novo); r$750 (cabeça)

Acessórios diversos

Equipamentos: Acessórios por PratoFundo.com

Vai precisa também de pilhas recarregáveis, baterias e cartão de memória sobressalentes. Tenha pelo menos duas baterias da câmera, uma só é muito pouca. Se puder ter mais, melhor. Pilhas também para os outros equipamentos (microfone, gravador). É sempre bom ter.

Cartão, eu prefiro ficar na cada dos 32GB o que me força descarregar o cartão de tempos em tempos, o que diminui o risco de perder tudo. Imagina se dá algum pipoco e se perde toda a gravação num cartão grande? Sem falar que quanto maior o armazenamento será mais caro. Uso cartões classe 10.

Compre pelos links abaixo. O valor não muda e você ajuda o PratoFundo:
SubmarinoWalmartShoptimeExtraAmericanasPontoFrioSaraivaLivraria CulturaFnacSephora

Confira outras ofertas e promoções na XEPA!

Vamos comentar? :D

Trackbacks/Pingbacks

  1. YouTuberDay: Como foi a experiência do YouTube Next Up | PratoFundo

    […] O que é ensinado é mais a parte técnica de produção de vídeos, como: audio, vídeo, uso da câmera, edição, questões de branding e por aí vai. Além disso, é ganho também uma ajuda de custo para melhorar os nosso equipamentos e deles eu já falei em: Meus equipamentos. […]

«

»