Como se faz: Massa de Torta Básica Doce e Salgada

Como se faz: Massa de Torta Básica Doce e Salgada por PratoFundo.com

Para os recheios, o céu não é o limite. Mas a base, a massa de torta… esta permanece sempre quase a mesma. Simples, mas excelente.

Pode ter vários nomes, por aqui, é chamada de masa podre (não sei o porquê). Mas não é aquela de liquidificador. É a amanteigada e quebradiça que derrete ao comer.

O nome gringo dela pode ser Pâte Brisée (se for salgada) ou Pâte Sucrée (se for doce). Algumas podem ir ovos, enquanto outras não. Ambas são boas.

Gosto dessa versão, é baseada em proporções sugeridas no texto Michael Ruhlman’s So Rational.

Muito flaky e crumby, em outras palavras fica bem quebradiça como deve ser. Mudando a quantidade de açúcar, ela vira versão “salgada”. Neutra o suficiente para casar bem com qualquer tipo de recheio. Boa para caramba! :)

Gif para se inscrever no canal do PratoFundo no Youtube

Massa de Torta Simples

Pré-preparo: 30 minutos
Tempo de preparo: 30 minutos
Total: 1 hora
Rende: 600 g
Autor: Vitor Hugo

Ingredientes

  • 360 g farinha de trigo
  • 50 g açúcar refinado (para torta salgada use 10g)
  • 03 g sal refinado
  • 220 g manteiga sem sal (gelada; em cubos)
  • 2-4 c. sopa água fria (cerca de 40-80mL)
Recomendo sempre usar as medidas em peso e volume quando presentes. As medidas em xícaras/colheres são apenas uma cortesia do sistema e são menos precisas.
1 xícara: 250mL | 1 colher de sopa: 15mL

Modo de Preparo

  • Em uma tigela junte a farinha de trigo, açúcar, sal e manteiga.
  • Esfarele a manteiga com as pontas dos dedos até conseguir o aspecto de farofa (areia úmida). Esta etapa pode ser feita no processador também, use a função pulsar.
  • Acrescentar a água aos poucos. A quantidade depende da farinha e da manteiga usada, geralmente 55-60mL é o suficiente (aproximadamente 3 colheres sopa). 
  • Adicione uma por vez e misture tendo como objetivo unir todas essas migalhas. Não trabalhe demais a massa, mexa apenas o suficiente para juntá-la.
  • Assim que a massa ficar unida e coesa. Faça um quadrado baixo e embale em saco plástico filme, leve para a geladeira por no 30 minutos, no mínimo.
  • Abrir sob uma superfície limpa. Pode usar um silpat (tapete de silicone antiaderente), entre duas camadas de saco plástico ou polvilhando com farinha de trigo.
  • Abrir com uma espessura de no máximo 0,5cm e forrar a assadeira desejada. Levar ao congelador ou geladeira para firmar bem antes de assar. Etapa importante no caso de pré-assar a base.
  • Ela pode ser congelada se não for usada imediatamente.

Dicas

  • Pré-assar: dependendo do recheio (se for líquido, por exemplo) usado e do tamanho da torta (se for grande) é recomendado que a massa seja pré-assada, para tal: forre a fôrma de escolha, faça a borda relativamente grossa e perfure a base com um garfo. Então, com papel manteiga ou alumínio sobre a massa coloquei feijão ou arroz. O peso deles irá ajudar a manter a massa no lugar. Logo, asse em forno pré-aquecido 180ºC por 10-15 minutos, aproximadamente.
  • Salgada: se quiser pode retirar o açúcar e colocar 30g queijo ralado fino.
Vem me acompanhar!Confira mais novidades no meu Instagram @PratoFundo!

Apoie o PratoFundo!

Gostou da receita? Você pode ajudar a deixar ainda melhor, saiba como APOIAR O PRATOFUNDO!

Como se faz: Massa de Torta Simples
Você lendo o PratoFundo: site totalmente independente sobre comida possível com receitas para o dia a dia, ocasiões especiais, e associado a Ciência de Alimentos. Gostou do nosso conteúdo? Você pode ajudar, APOIE O PRATOFUNDO!
Artigo por: Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Farmacêutico, Produtor Gastronômico e Comunicador de Ciência de Alimento. Uma combinação diferente, né? Vem saber mais…

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.






38 Comentários (Deixe o seu!)
  1. maravilhosa receita,amei

    1. Olá Vitor! Amei a receita, sou estudante de farmácia na UFPa e adoro cozinhar, vou fazer essa receita e adaptar com manteiga de coco pois tenho alergia de leite e derivados.😘😘😘

  2. OI Vitor, cheguei hoje por aqui e adorei o blog, vou ficar. Outro dia fui tentar fazer uma quiche, e ficou uma porcaria, não deu para comer nada, nem a massa. A receita que peguei na net não tinha a riqueza de detalhes que a sua tem, não mexi a massa com a ponta dos dedos, atolei a mão, acho que o calor da minha mão estragou o ponto.

    Vou tentar fazer esta receita e depois te conto, tenho um blog de patchwork, posso depois compartilhar lá apontando um link para o teu blog?

    Fiquei impressionadíssima com os comentários maldosos acima, nem vou citar nomes, porque esse povo que é ibope, concordo plenamente com a Ana Matusina, não gostou não lê.

    Abrasço!

  3. Olá Vitor, aaaamo suas receitas e dicas, sempre estou testando. Gostaria de saber se vc tem alguma base para torta que seja feita com chocolate, biscoitos e castanhas ou nozes? Provei uma com essa base e recheio de maracujá e é uma maravilha.
    Beijos, Lu.

  4. Oi!
    Só gostaria de saber se alguém sabe a origem desse nome de “massa podre”…Fiquei curiosa, pq, de início, não me parece um nome muito legal para uma comida tão gostosa!

  5. Oi, a manteiga é sem sal???
    bjin

  6. Vitor, ola!

    Parabéns e obrigada! Adorei a receita e as dicas!

  7. Oi Vitor, esqueci de comentar.
    fiz essa receita e deu super certo!
    Obrigado
    @tiagomx

  8. Gostaria de saber algo sobre a tecnica de cozinhar alimentos a vacuo em temperatura media a 70ºc durante um periodo. Não sei ao certo o nome, ouvi de tres diferentes pessoas (sufid/ suvide) se tiver alguma dica pra me passar agradeço….

    Claudio

  9. Oi Vitor,

    Esse post já está “starred” no meu reader de rss. :)

    Preciso me animar e criar coragem pra encarar a pâte brisée. A quantidade de manteiga nela sempre me freia, mas acho essa massa deliciosa.

    Eu considero a pâte brisée equivalente à massa podre brasileira. Sou de São Paulo e pra mim massa podre sempre foi uma coisa e massa de liquidificador outra. E gosto das duas. :)

    Abraço,

  10. olá, vitor!
    vim conhecer seu blog e amei! vou tentar acompanhar e ‘testar’ as suas dicas na cozinha aqui! os frequentadores da minha casa vào agradecer a sua bondade em compartilhar, tenho certeza! hehe.
    por hora, eu é que agradeço! :-)
    beijocas.
    da harumi

  11. Luiza,

    Dá par fazer com margarina sim, só recomendaria usar a própria para culinária. Essas de “passar no pão” são muito cremosas/mole para tal, certo? :)

  12. Cara, por essas e por outras que eu moderei os comentários no CP…
    E comentário que já chega batendo em mim eu nem respondo…
    Aprendi uma coisa, num antigo fórum que eu participava (o das Garotas que Dizem Ni): Na internet todo mundo sabe de todas as coisas e é macho pra c******.
    Cansa um pouco, às vezes, né?