Neiman Marcus Cookies

Última atualização: 13 de setembro de 2016

Por em

Neiman Marcus Cookies

Acredito que já devem estar cansados de tanta citação ao twitter aqui, mas com as várias conversas cruzadas que ocorrem e as ideias que surgem devido a isso, é impossível não falar nele!

A história era sobre a lenda urbana dos Cookies de $250, segundo contam: uma cliente com sua filha estava fazendo compras numa Neiman Marcus (loja de departamento). A menina comia um desses cookies e a mãe pediu a receita. O atendente teria respondido “two-fifty” (dois-cinquenta) de taxa, sendo que a cliente entendeu $2.50, mas quando viu a conta a taxa era de $250. E como vingança, teria espalhado a receita por todos os lugares.

Claro que não passa de uma lenda e existem versões diferentes da história como a receita. Tanto é que no site da empresa é fornecido a receita sem qualquer tipo de custo.

Particularmente, gostei. Num primeiro momento, senti que era um pouco doce demais. Mas mudei de ideia! É diferente do Chocolate Cookie da Nigella. Menos esfarelento, chocolatinoso e mais crocante. Porém, tenha certeza: é viciante do mesmo jeito.

Quando testei, fiz uma pequena modificação: usei um pouco de butterscotch chips. E quanto a farinha de trigo: existe uma variação bem grande quanto a equivalência de 1 cup para gramas. Os valores que encontrei iam de 115 até 130g, o valor que indico nos ingredientes foram medidos por mim num “cup” de 250mL.

Neiman Marcus Cookies

  • Pré-preparo: ~20 minutos
  • Tempo de cozimento: ~40 minutos
  • Rendimento: ~16 unidades
  • Adaptado: Neiman Marcus.

Ingredientes

  • 240g farinha de trigo
  • 03g fermento químico em pó (1/2 c.chá)
  • 03g bicarbonato de sódio (1/2 c.chá)
  • 03g sal refinado (1/2 c.chá)
  • 03g café solúvel tradicional ou forte (1,5 c.chá)
  • 113g manteiga sem sal
  • 140g açúcar mascavo
  • 30g açúcar cristal
  • 01 ovo grande (temperatura ambiente)
  • 15mL extrato de baunilha OU 02mL essência
  • 225g chocolate meio amargo (gotas ou barra picada)
  • Opcional: substituir 75g chocolate por butterscotch chips

Modo

  1. Aquecer o forno em 170-180ºC, forre com papel manteiga assadeiras, reserve.
  2. Numa tigela misture farinha de trigo, fermento químico em pó, bicarbonato de sódio, café solúvel e sal. Reserve.
  3. Bater manteiga e os açúcares (cristal e mascavo). Caso o açúcar mascavo possua muitos grumos, deve ser peneirado antes. Deve ficar cremoso, cerca 5 minutos. Adicione ovo e baunilha, batendo ainda.
  4. Junte os ingredientes secos batendo na velocidade mais baixa, apenas para misturar. Desligue e coloque o chocolate, mexa para incorporar. A massa fica bem consistente, aparenta estar “pesada”, mas não está.
  5. Divida a massa em bolinhas, pode ser usado uma colher de sorvete do tipo scoop ou uma colher de sopa, também é possível modelar nas mãos (mas gruda). Renderá cerca de 16 unidades.
  6. Distribua nas assadeiras deixando um espaço de 4-5cm entre eles, pois eles espalham bem. Pressione levemente o topo da massa para achatá-los. Asse por 20 minutos, se desejar uma crocância maior deixe mais ~5 minutos.
  7. Retire do forno, deixar esfriar 5-7 minutos antes de remover da assadeira. Transferir para uma grade para esfriarem completamente.
  8. Os cookies crus podem ser congelados. Para assar não é necessário descongelar, apenas aquecer o forno 20 minutos antes.

Observação
Butterscotch chips: infelizmente, este produto não é vendido Brasil.

Neiman Marcus Cookies

Compre pelos links abaixo. O valor não muda e você ajuda o PratoFundo:
SubmarinoShoptimeAmericanas

Após 600 dias os comentários são fechados automaticamente. Qualquer coisa, entre em contato.

20 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Sem Avatar ana matusita:

    Oi Vitor!

    eu lembro de ter recebido um e-mail com a receita lá nos primórdios da internet. Nunca testei, porque sempre faço uma que peguei na revista Gula. A molecada daqui de casa ama e devora, mas eu acho amanteigado demais. Vou testar essa.
    Em tempo, acho legal vc falar das marcas. De chocolate especialmente, porque faz uma baita diferença no resultado final. Aliás, vc já comparou os chocolates nacionais novos da Lacta e Hershey’s, os 70% cacau?
    Beijo, Ana

  2. ficou lindo o resultado! não posso dizer gostoso, pq não provei! eu quero!!!
    principalmente esses butterscotch chips… eu nunca vi deles por aqui em lugar algum! pode indicar onde posso encontrar e o preço?
    também sou a favor da indicação… pq faz mesmo diferença.

    gros bisous!

  3. Sem Avatar Bibi:

    Oi Vitor, muito obrigada por mais uma receita de cookies. Eu vou tentar assim que voltar para a minha fase de biscoitinhos. Eu particularmente gosto de sugestão de marcas de algumas coisas, como extrato de baunilha, gotas de chocolate ou em barra, ou mesmo farinha, mas não é exatamente fácil achar muitas diferenças entre as farinhas por aqui.

    Ah, eu deixei uma questão lá no Flickr, mas vou aproveitar e perguntar aqui também: onde vc achou os chips de butterscotch? Eu vi isso em várias receitas, de brownies a muffins, mas nunca achei. Está certo que não tenho ido ao Santa Luzia há meses (ok, bem mais de um ano), mas gostaria de saber se achou em São Paulo ou mesmo Curitiba. Sempre tem alguém de lá que pode me trazer coisinhas.

    Beijinhos e muito obrigada mais uma vez

  4. Ficaram bem legais, esses cookies! E a cor deles é bastante característica, não sei se é por causa do café e da grande quantidade de açúcar mascavo.
    Acho que vou tentar essa versão, tb! Aí, comparo com a Neiman Marcus Cookie que eu fiz! Hahaha
    Ah, e sobre as marcas, acho que vale a pena, informar em alguns casos, quando pode fazer a diferença. Chocolate é um desses casos. Não sei se precisa da marca farinha, ou da manteiga, nesses cookies…

  5. Sem Avatar Carol - RJ:

    Olá Vitor!!

    Acho muito legal falar qual a marca que vc usa, faz TODA a diferença a qualidade do produto, principalmente em receitas com poucos ingredientes!
    Para itens mais difices de encontrar, tb é legal, deixar a dica de onde vc compra, apesar de nem todo mundo morar em SP…rs

    bjs

  6. Sem Avatar Nathy²:

    Oie Vitor!!

    ahhhh isso sim são cookies de verdade!!! ;)
    Então, acho que sobre os ingredientes, só vale quando é algo muito especial como um cacau em pó callebault (que faz diferença) ou um toquezinho que você já testou e sabe que só aquela determinada marca faz sucesso.
    Minha dúvida é: e quando a marca X não vale nem two-fifty? Devemos dizer pro povo? “Olha, evitem a baunilha Y, não compre fermento x….”

    bjs

  7. Sem Avatar daniele:

    Haha, recebi essa receita por email também, mas nunca tentei fazer. Quem sabe esse final de semana?

    E eu gostaria de ter dicas de quem entende sobre o que vale a pena. Acho que você deveria recomendar algumas marcas quando acreditar que elas fazem diferença.

  8. Siiim! Eu ia curtir saber quais produtos tu recomendas :)

    Não precisa ser todos, mas algumas marcas que tu não trocas por-nada-nesse-mundo. Podem ser boas dicas!

    Beijo!

  9. Fiz quando recebi a receita por e-mail e fiz, não achei nada de especial, simplesmente muito enjoativo. Vou conferir se a receita é a mesma.

  10. Sem Avatar Luna:

    Acho legal falar das marcas quando faz diferença. Você pode colocar entre parênteses o que usou pra não parecer propaganda e pra que todos saibam que a sua receita deu certo com aquele produto. :)

  11. Sem Avatar Anna:

    Cookies pra mim são receita pós-páscoa pra fazer com os restos de ovo, bem lixão mesmo! (Quer dizer, eu não faço, só ajudo a comer né…)
    Acho que é interessante indicar as marcas quando faz diferença, porque de certa forma faz parte da receita…
    E quando a marca é ruim também! Claro que não vai falar “marca x é uma bosta”, mas também não pode esconder…

  12. Sem Avatar Carolina:

    Siiiiiiim! Marcas, por favor. :D
    (eu fui uma das pessoas que sugeriu isso na pesquisa de perfil – talveeez você lembre do meu comentário? moro em Londrina também)
    By the way, fiquei com medo de cookies ‘brancos’ depois que fiz famosa receita da Nestlé – no outro dia estavam super molengas!
    A minha favorita é a da Nigella mesmo, não tem jeito.

  13. Oi, Vitor. Sempre que posso venho aqui conferir as novidades.
    Gostei do post. Acho uma ótima idéia indicar marcas, tanto as boas quanto as ruins.

  14. Sem Avatar Cacau:

    Olha, quanto às marcas, acho que se for merchan (que não é teu caso) cria uma certa dúvida nos leitores. Mas sendo uma coisa assim, mais clara como é aqui, acho super válido. Alguém nos comentários comentou sobre também falar das marcas ruins, mas aí acho que pode até virar caso de difamação neh? Na minha opinião é bacana você comentar a marca de certos produtos com a breve descrição do motivo pelo qual você o considera melhor. Eu já passei pela situação de a mesmíssima receita sair com sabor bem diferente só por causa da marca do cacau em pó.

    Obrigada por compartilhar!

    Beijo!

  15. Sem Avatar Rita:

    Tão bonitos os cookies, e as fotos também. Apesar de morar aqui na terra dos cookies, não sou muito fã deles não, são gostosos, mas trocaria qq cookie por uma broinha de fubá….

  16. Sem Avatar Luisa Souza:

    Sera interessante divulgar as marcas que usa em suas receitas…! Particularmente gostaria de saber de sua preferencia qual chocolate é indicado pra bombons , trufas, pao de mel ,entre os nacionais e importados.Obrigada.

  17. VH, penso que:
    Os cookies estão bárbaros
    Indicar as marcas usadas é uma maravilhosa idéia, pode fazer toda a diferença no resultado
    Seu blog continua nota 10.
    Bj grande.
    Téia.

  18. Sem Avatar Cacau:

    Well, well, well …

    Ontem na onda de fazer os cookies, resolvi de última hora fazer o da Nigella. Holly Molly!
    Não tinha nenhum super ingrediente em casa. Cacau em pó de boa qualidade, mas um normal. Chocolate meio amargo da Hersheys (acho que eh 45% de cacau só), nozes pecan picadinhas, sem baunilha, já que não tinha o extrato na mão, preferi nao usar essência. Eu concordo que ingredientes de boa qualidade interferem muito no resultado, mas a falta dos mesmos não pode de jeito nenhum impedir um ser vivente de comer essa iguaria dos deuses rsrsrs

  19. Sem Avatar Didi:

    Acho totalmente válido usar marcas quando influem no resultado, farinha é um exemplo clássico de grande variação na qualidade final.
    Não sei se você leu um post da Luana dos Cupcakes em que ela fala que trocou o fermento Royal pelo Oetker e o resultado é totalmente diferente porque as quantidades teriam que ser diferentes.
    Às vezes a sua experiência com marcas diferentes vai ajudar a gente a acertar a receita.
    E de vez em quando a gente fala as marcas involuntariamente, como foi o caso do seu “silpat”. ;)
    E se for o caso de uma “receita patrocinada”, teste de produto, amostras e tal (que mal tem?) é só deixar claro!
    Abs!

  20. Sem Avatar Suzana:

    Olá, Vitor!

    Lá no site Rainhas do Lar as meninas costumam mencionar as marcas dos produtos quando necessário, e também as que não rolam. Acho super válido.
    Um abraço!

    Suzana
    Salvador/Ba

«

»