Como se faz: Iogurte Caseiro na Garrafa Térmica

Parece uma dica diferente e realmente é. Fazer Iogurte na Garrafa Térmica quando não se tem uma iogurteira

Garrafa térmica e suas partes

E em casa! Essa dica li faz bastante tempo lá na Casa da Chris e ficava enrolando para testar até finalmente ser levado para o mundo cremoso do iogurte e perceber que sairia bem mais em conta colocando na ponta do lápis.

Sem falar do controle quanto aos ingredientes usados. Ok, não vão lá muitos assim, porém, a gente saberá exatamente o que tem dentro dele, além de poder variar os sabores e as combinações.

Nos meus testes, a proporção entre leite e iogurte inicial é: para cada 500mL de leite é usado 1 colher (sopa) de iogurte pronto.

Acredite-me, apenas uma colher de sopa é o suficiente. Tenhas fé! Eu não tive (na primeira vez) e o resultado ficou aquém do desejado. Virar iogurte, virou. Porém, mais ácido e líquido do que o imaginado. Então, escute quem já errou por você, hahahahah.

Sim, para iniciar a sua produção caseira é necessário ter um iogurte comprado ou então o fermento lácteo que também é vendido nos supermercados. Confesso que nunca usei esse tal fermento, preferi não começar por ele (leia-se: é absurdamente mais caro que um singelo potinho de iogurte).

Iogurte Caseiro: Qual leite usar?

O produto final depende exclusivamente do leite usado. Usar leite desnatado é um tabu, um no-no-no, ok? Quer dizer, poder usar você até pode, mas a falta da gordura vai deixar bem sem gracinha o iogurte. Quando faço utilizo leite integral com um plus, uma variedade com teor de gordura maior do que o integral, ele cheira creme de leite! É mais rico, é uma delícia! hahahahah Troquei. Testei com leite integral normal e ficou bem melhor.

Iogurte Caseiro: Qual será o fermento lácteo?

E para o iogurte inicial, que será usado apenas uma vez, procure um integral, sem sabor e não adoçado. Leia o rótulo a procura dos ingredientes, compre aquele quem possua a menor quantidade deles. Iogurte deve ser feito, basicamente, de leite integral (se for reconstituído não tem problema) e fermento lácteo. Só.

Já a garrafa térmica, uso essa de metal… foi a mais barata que encontrei! Não precisava daquelas super caras que preservam o calor por horas, sem falar que será usava apenas para isso. Ou seja, nada de usar aquela de café que você já tem casa! Ela cheira a café longe e vai deixar gosto no iogurte.

ATUALIZAÇÃO (27/01/2010): experimentei usar leite integral normal, pois não encontrei a marca usual. O resultado é excelente, ainda mais se acrescentar 2 colheres (sopa) de leite em pó no leite morno.

Iogurte dentro de uma tigela vermelha
Gif para se inscrever no canal do PratoFundo no Youtube

Iogurte na Garrafa Térmica

Pré-preparo: 10 minutos
Tempo de preparo: 6 horas 40 minutos
Total: 6 horas 50 minutos
Rende: 500 mL
Autor: Vitor Hugo

Ingredientes

  • 500 mL leite (integral)
  • 20 g iogurte integral (1 c. sopa)
Recomendo sempre usar as medidas em peso e volume quando presentes. As medidas em xícaras/colheres são apenas uma cortesia do sistema e são menos precisas.
1 xícara: 250mL | 1 colher de sopa: 15mL

Modo de Preparo

  • Esquente metade do volume de leite usado. No caso, 250mL. Não é necessário ferver completamente, quando aparecer os primeiros sinais de “bolhas” de fervura está ótimo.
  • Junte o leite quente a outra metade, mexa. Teste a temperatura, experimente o leite (leve ao lábio). Você deve suportar o calor do leite, caso esteja muito quente deixe ficar morno. Pense, se você não suportar, o fermento lácteo do iogurte também não irá. Deve ficar entre 37-40°C.
  • Então, acrescente o iogurte e mexa bem. Transfira para a garrafa térmica e feche bem.
  • No modelo usado, o melhor procedimento foi: deixar fechada com todas as tampas por 3 horas em temperatura ambiente, então, retirar a tampa interna de vedação e deixar apenas com a tampa externa. E levar para geladeira. O leite irá esfriar lentamente, e se transformará no iogurte. Desse modo, ficou no ponto para o meu paladar: nem ácido demais e nem de menos. Caso deixe mais tempo a fermentação ocorrendo na temperatura ambiente, a tendência é ficar mais ácido.
  • Alguns lugares dizem que dura até 15 dias, particularmente, é muito tempo. No máximo, uma semana e olhe lá. E para a manutenção, ou seja, a próxima leva de iogurte é só separar uma colher de sopa desse iogurte para usar no próximo e assim por diante.
  • Pode ter sido coincidência, mas creio que seja importante comentar: a primeira leva senti que ficou mais líquida, já a segunda ficou mais “firme” e a terceira ficou bem cremosa. Então, com o passar da produção pode existir diferenças entre elas.

Vem me acompanhar!Confira mais novidades no meu Instagram @PratoFundo!

Apoie o PratoFundo!

Gostou da receita? Você pode ajudar a deixar ainda melhor, saiba como APOIAR O PRATOFUNDO!

Você lendo o PratoFundo: site totalmente independente sobre comida possível com receitas para o dia a dia, ocasiões especiais, e associado a Ciência de Alimentos. Gostou do nosso conteúdo? Você pode ajudar, APOIE O PRATOFUNDO!
Artigo por: Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Farmacêutico, Produtor Gastronômico e Comunicador de Ciência de Alimento. Uma combinação diferente, né? Vem saber mais…

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

Avalie a receita:




41 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Para a consistência ficar muito parecida com a que compramos no mercado, uso o leite de saquinho, acho que tem mas gordura que o de caixinha e coloco uma colher de leite um pó. Fica bem firme. Muito bom fazer na garrafa térmica, perfeito.

  2. show de bola, nunca tentei fazer com menos que um potinho de iogurte! sempre faço iogurte, adoro! quando eu enjoo do sabor natural, eu misturo um suco de pó no iogurte e bato um pouco pra ficar menos consistente e beber.

  3. Victor, precisa passar agua quente na garrafa termica para manter a temperatura por mais tempo ???

    1. @Alessandra: pode passar também, ainda mais quando for inverno ou quando o clima estiver mais fresco. Vai ajudar o fermento a trabalhar.

  4. Você é o máximo,adoro suas dicas…com inteligência e bom humor encanta a todos!
    Um abraço e estímulos para continuar!
    Lia Mircia

  5. Bacana seu site, aprendi varias coisas!! Porem, queria saber se pra fazer o iogurte com leite vegetal – soja, inicialmente – eh a mesma receita. Obrigada!!!

    1. @Thais: olha… uma boa pergunta! Teoricamente, sim, ao menos a fermentação. Mas como são leites com propriedades diferentes, o resultado vai ser diferente. Difícil saber se vai ficar bom ou ruim.

  6. Adorei, to loca pra testar! Obrigada pela dica, abç

  7. Faço já o iorgute caseiro, mas fica muito ácido. O que devo fazer para diminuir a acidez.
    Obrigado

  8. Que dica boa essa da garrafa térmica!
    Vou fazer com certeza.
    Primeiramente vou fazer conforme a sua receita, depois tentarei alguma coisa mais light.
    Obrigada por compartilhar essa receita!!!

  9. Já fiz e não gosto da consistência.O gosto é até parecido mas não fica igual a um iogurte,fica grudento.Sei lá,não sei expplicar.

    1. @Luciana: iogurte vira (leite fermentado via lactobacilos), mas a consistência é diferente mesmo dos industrializados. Alguns são drenados (fica mais firme) e/ou é usado espessante.

  10. Nunca havia pensado em manter na garrafa térmica. antigamente eu aquecia um pano no microondas e embalava o vidro com um cobertorzinho e o pano deixando uma noite, acabou que eu comprei uma iogurteira.
    No quesito de escolha de leite/iogurte, a combinação que melhor ficou pra mim foi o iogurte da batavo e leite integral de caixinha da piracanjuba ou parmalat. vai entender né. sempre coloquei o copinho inteiro, dá um iogurte de cortar com colher. =) vou testar com metade dele. hihihi

  11. yogurteira custa uns 180,00 reais ,
    garrafa termica de 1L 10,00 reais
    fermento lacteo 2,90 a 3,50
    iogurte natural pronto 0,80 centavos a 1,20

    é essa receitinha maravilhosa é pura economia , hahaha vai desbancar a industria lol

  12. Obrigada pela receita! Uso a iogurteira e o fermento da Thop term mas está caríssimo!!!!! Ainda hoje eu estava pensando se não há concorrência nestes fermentos… Eles estão de “donos do campinho “e explorando para valer. abs. Carmen>

  13. Uau,vou tentar na garrafa…Eu faço em casa assim mesmo,só que uso uma caixa de sorvete,portanto;cabe 1 litro de leite!!!!e coloco em uma caixa térmica,do tamanho da caixa de sorvete…..12 horas depois tá uma DILÍCIAAAAAAAAAAAAA!!!

    Mas, a sua parece mais prática…..

    abreijus

    di :-))