Crème Brûlée de Café

A ideia para o crème brûlée (é muito acento numa expressão só!) de café veio diretamente de uma das minhas professora da faculdade. Auxiliei numa aula-show em que o café deveria ser a estrela. Afinal, moro numa cidade que já foi a maior produtora do grão.

Crème Brûlée de Café em detalhe mostrando o creme e a casca de caramelo quebrada

Gostei bastante do sabor (a gente ajuda, mas também come, né!). Tive um oportunidade de ouro, ‘bora fazer!

Digo a referência, pois a receita é a mais básica facilmente encontrada em qualquer livro de cozinha francesa. Leite, creme e gemas. Logo, caso queira o clássico apenas retire o café e a laranja, e acrescente uma fava de baunilha.

Queria ter usado grãos de café como base de sabor para a infusão, mas os meus não estavam bons. Então, acabei usando café solúvel mesmo. Fica para uma próxima tentativa.

Adicionei também um toque de laranja, acredito que harmoniza muito bem com café. Quem já viu aqueles docinhos de casca de laranja com chocolate? Muitas vezes é servido junto com um cafézinho. Além de ser gostoso, é um delicadeza incrível quando oferecido.

Para o brûlée, o açúcar queimado/caramelo sobre o creme, coloquei algumas dicas de como proceder, sim? O contraste de textura do crocante e a untuosidade do creme… só provando. Igual a Amélie.

Crème Brûlée de Café em detalhe mostrando o creme e a casca de caramelo quebrada vista de cima

Crème Brûlée de Café

Pré-preparo: 20 min
Tempo de cozimento: 40 min
Total: 1 h
Rend.: 4 - 7 unidades, depende do tamanho
Autor: Vitor Hugo

Ingredientes

  • 300 mL leite desnatado (ou integral)
  • 250 g creme de leite fresco/pasteurizado (49% gordura)
  • 6 g café solúvel extra forte (3 c. chá)
  • Raspas da casca de meia laranja
  • 0,5 g sal refinado
  • 100 g gemas (~06 unidades)
  • 90 g açúcar cristal
  • Açúcar cristal (para caramelizar)

Modo de Preparo

  • Aqueça o forno em 180ºC, colocar para aquecer cerca de 1,5L água, separar uma fôrma que comporte os ramekins ou os recipientes de escolha.
  • Numa panela juntar leite, creme de leite pasteurizado, café solúvel e raspas de laranja. Levar ao fogo baixo, misture para homogeneizar o creme de leite.
  • Numa tigela acrescentar as gemas e açúcar cristal. Bater com um fouet (batedor de arame) até formar um creme amarelo claro.
  • Quando a mistura de café der os primeiros sinais de fervura (bolhas pequenas), transfira metade sobre o creme de gemas e misture muito bem. Adicione o restante mexendo bem para dissolver o açúcar.
  • Coe a misture com uma peneira fina para uma jarra. Descarte os resíduos que ficaram na peneira.
  • Distribua a mistura de café entre os ramekins, e os coloque na fôrma separada. A água deve estar fervendo a essa altura.
  • Coloque a fôrma sobre a grade do forno, então, com cuidado adicione a água fervente dentro da fôrma tomando cuidado para não cair nos ramekins e nem se queimar. A altura da água deve ser em torno da metade do ramekin, mas pode variar dependendo do tamanho dele.
  • Assar em banho-maria por 40 minutos. Testando com a ponta de uma faca estará cremoso, mas não líquido. O creme ainda estava levemente mole, ao esfriar ganhará consistência.
  • Retirar do forno e deixar esfriar. Cubra com filme-plástico e levar para a geladeira por 6-8h, ideal ser usado no dia seguinte.
  • Para o brûlée: retire o ramekin da geladeira, seque a superfície do creme e as laterais internar do ramekin com um guardanapo de papel gentilmente para remover qualquer umidade. Polvilhe o açúcar sobre, fazendo uma camada. Retire o excesso, como o creme estará firme (deve estar!), faça uma segunda camada fina de açúcar. Então, com um maçarico queime o açúcar do topo, distribuindo bem o calor da chama e tome cuidado, é bem quente. Essa etapa deve ser feita momentos antes de servir, se deixar pronto o açúcar absorve umidade e não queima direito.

Dicas

  • Café solúvel extra forte: a quantidade irá variar dependendo da marca usada e do seu gosto pessoal. O indicado na receita foi o ideal para mim. Então, coloque aos poucos. Como a marca também influência, usei nescafé.
Você fez a receita? Me marca @PratoFundo ou deixe um comentário & avaliação!

Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Cientista e Cozinheiro que juntou duas paixões Ciência e Comida: a melhor combinação que existe! Diferente, né? Vem saber mais…

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

6 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Crème brûlée é meu xodó, me lembro da primeira vez que experimentei com toda aquela curiosidade e expectativa, e nossa, correspondeu tão bem que hoje só não como o tanto que queria por falta de baunilha digna de sua fama. Agora com café deve ser incrível também, hoje a gente ver diversas variações de sabores, e algumas são bem interessantes, e acho que com café super combina. Morrendo de vontade aqui.

  2. Adoro café e nesse creme brullé deve ter ficado fantastico.Anotada.Beijos e bom domingo.

  3. Parabéns, a receita é ótima. As sobremesas que utilizam café são maravilhosas.
    o site está muito bom

  4. Olá Vítor, essa é minha sobremesa favorita…adoro!!!Essa combinação de café e laranja ficou muito elegante…bjinhos e bom fim de semana!!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. @MiniPratos

    #Receita – Crème Brûlée de Café http://t.co/fCatClKL

  2. @GrandHyatt_SP

    Clássico Renovado! Que tal um Crème Brûlée de café harmonizado com um toque de laranja? http://t.co/thflyRUb