Fotografia de Comida

Por em

Fotografia de Comida via PratoFundo.com
Atualização – 15/03/14

O artigo foi reformulado, mantendo a mesma essência.

Existem vários fatores a serem pensando num blog de comida. Um de absurda importância é: fotografia. Praticamente, é o único artifício para provocar, de imediato, quem nos lê. Como não há cheiro e nem barulho, apenas o apelo visual para dar o primeiro impacto.

A ideia do texto partiu da minha amiga Claudia Regina (Dicas de Fotografia) que é fotografa, mas também tem um pé na cozinha. Assim, o tema foi dividido em duas partes: 1) Aspectos técnicos (O guia da Fotografia de Comida); 2) Composição de cena (food style).

A primeira parte ficou a cargo da Claudia, por razões óbvias. O que sei sobre fotografia foi lendo e na tentativa erro. Já a segunda, ficou comigo. Que também foi na tentativa-erro.

Para situar, meu kit básico é:

  • Camera Canon Rebel XTi com lente 18-55mm, f/3.5-5.6 Canon Rebel T4i com lente 50mm f/1.8
  • Tripé simples Tripé Manfrotto 055XPROB com cabeça MVH500AH

Como podem notar, com o passar do tempo atualizei meu equipamento. Indo para opções um pouco mais parrudas que as básicas, ainda fico no meio do caminho. Ou seja, não é totalmente amador e nem super profissional. Bom, tirando o tripé.

O que preciso deixar claro é: não existe certo ou errado. Cada um tem o seu estilo e própria percepção de como a foto deve ser ou ficar. Apenas quero mostrar algumas dicas iniciais que pode servir de guia (ou não), você decide.

A composição de cena depende de muitos fatores. Será do prato pronto, do pré-preparo, de uma mesa posta, com cenário? Tem algum tema para ser seguido? É dia ou noite? Qual a ocasião?

Normalmente, gosto de enfatizar o alimento em si. Lógico que contexto também ajuda, mas como a intenção é instigar o meu caríssimo leitor a cozinhar, o prato deve ser valorizado.

Para que exista uma variedade entre as fotos, o básico para prestar atenção recai nos recipientes, fundo e composição da cena.

Recipientes & Potes

Fotografia de Comida: Recipientes e Potes via PratoFundo.com

Qualquer lugar é lugar! Como assim?

Para encontrar peças temos os lugares mais óbvios: casas especializadas em louças em geral. Porém, naquela lojinha de embalagens pode ter um jogo de copos lindos e baratos para a sua sobremesa, por exemplo.

Falando em preço, infelizmente, nem sempre tem um valor convidativo. A sugestão é comprar peças avulsas, 1 ou 2 unidades de cada. E se a loja tiver ponta de estoque, segunda linha não se esqueça de olhar também. O desconto vale a pena mesmo que tenha uma manchinha que ninguém irá ver.

Nos últimos anos em algumas redes de mercados começaram a ter opções com valor interesse, então, vale a pena ficar atento.

Não precisa ser apenas porcelana ou vidro, fique atento para os plásticos também. Até aquele do sorvete de cor diferente. Nunca se sabe. Viu? Todo lugar é lugar.

Fundo: Famoso Background

Bolo de Limão Siciliano & Creme de Leite

Nos primeiros anos de vida do Prato, as fotos eram de gosto bem questionável. Usava na grande maioria das vezes tecido quadriculado vermelho (e outras cores) como fundo. E claro, nem sempre funcionava.

Caso goste desse estilo será necessário investir um pouco mais numa gama maior de panos (guardanapos, no geral) para conseguir compor uma cena harmoniosa. Essa percepção para saber o que combina com o quê vem com tempo (ou você já possui naturalmente). É um fator muito subjetivo, depende do gosto pessoal e a noção de beleza.

A medida que vamos exercitando a fotografia, um refino na habilidade acontece. Sem falar nas influências de outros fotógrafos. Assim, hoje em dia prefiro usar um fundo sólido colorido ou não. Na grande maioria dos casos é branco ou preto.

Para isso tenho um tampão de madeira 110x50cm, um lado é branco imitando mesa usada e o outro é preto fosco, é o mesmo tipo de tinta para quadro de giz.

O tampão consegui de graça, iam jogar fora (era parte de um guarda-roupa). A gente não é rico, então, aceitei de muitíssimo bom grado.

Antes o tampão já tive:

  • Fundo com pano branco: funcional, mas o pano era de algodão e amassava bastante.
  • Fundo de papelão: útil, leve, portátil. Só a durabilidade não é tão grande assim.

Opções, muitas opções

Fotografia de Comida: Tenha opções, muitas

Outro fator bem pessoal também. Particularmente, sempre tiro mais fotos do que irei realmente usar. Não é difícil passar de +100/receita. Não são cem foto iguais, parecidas, talvez. Mas mudando algum detalhe seja na cena em si (trocar de prato) ou algum parâmetro na máquina (ISO, lente…)

Contexto ou cenário: a famosa composição. Todos os elementos presente na imagem, tanto a comida quanto o que está em torno. De modo geral, minhas fotos não tem cenário. A composição é centralizada no prato.

Um exemplo simples: ter um prato de frutos do mar e montar uma composição que lembre o oceano. Com um sousplat (aquele prato maior que vai embaixo do prato de verdade) natural, pratos temáticos ou mais festivos, talheres coloridos.

Nessa hora é possível, literalmente, matar a foto e todo o trabalho também. Não creio que uma receita mexicana ficaria bacana sendo servida num ambiente oriental. Poderia ficar bonito, mas fora de contexto e de coerência estética.

Um excelente exemplo de composição, coerência e contexto pode ser visto na foto abaixo da Patricia Scarpin (Technicolor Kitchen) que gentilmente autorizou a utilização. (Receita: Sorvete de milho verde)

O que eu quero dizer mostrando isso? Simples. Cada um tem o seu estilo, entretanto, por mais que sejam diferentes em alguns pontos, conseguimos ver beleza. Você consegue?

“apenas registro o que meus olhos veem”

Certa vez li uma frase de um desses fotógrafos famosos: “apenas registro o que meus olhos veem”. Ele respondeu isso ao perguntarem sobre uso de lentes diferentes e outros artefatos para se conseguir uma boa foto. Ou seja, não importa quão high-tech for o seu equipamento se não tiver o olho treinado e conhecer o que tem a sua disposição.

Referências

Como apenas fotografava por hobby antes, e agora por causa do blog. Sinto ser bacana procurar por referências de fotos e composição.

O primeiro lugar que me vem a mente é: Tastespotting, o site mais porn food que existe. Estilos de todos os cantos do mundo, com um plus: ocorre uma triagem no que é enviado para o site. Em tese, só é disponibilizado para os visitantes do que é bom, tudo bem que bem sempre isso acontece… mas na maior parte sim.

Deixo alguns blogs para complementar a leitura:
- Food Photography for Bloggers: o “must read”, a ideia do artigo veio depois que ele foi publicado
- Food Photography: sobre o setup do set
- Steamy Kitchen: composição com pratos asiáticos
- Dutch Girl Cooking: fotos impressionantes

Compartilhe!

Dicas de Compras

Petit Larousse do Chocolate
David Lebovitz: Ready for Dessert: My Best Recipes
Ferran Adria – The Family Meal: Home Cooking with Ferran Adria (Inglês)
Escoffianas Brasileiras

Confira toda a ESTANTE!

18 Comentários (Deixe o seu!)
  1. nossa, que vontade de comer o monitor! *0*

  2. Oi Vitor!
    Excelentes dicas. Realmente, foto é tudo numa receita. Só não consigo entender como tem gente que coloca efeito nas imagens… Daí dói no coração, neh?!

  3. Super útil esse post, Vitor – adorei!
    É interessante ver as diferenças entre o que é bonito para uns e para outros. E adorei você ter usado esta foto minha, é uma das que mais gosto.
    Um beijo e obrigada!

  4. Muito bom esse post, Vitor! Eu preciso melhorar as fotos dos meus pratos, e gostei muito da sua sugestão de comprar peças avulsas pra servir o prato e compor a foto.
    Vou dar uma garimpada na minha próxima viagem!

    Ah, e a dica pra crosta de castanha-do-Pará foi excelente. O prato ficou ótimo e o jantar foi um sucesso! :D Essa semana as receitas (e algumas fotos…) vão ser postadas no Le Gordon Bleu. Se apetecer, passa lá!

    Abraço!

  5. Nossa muito booa a materia
    nota 10 pro seu blog

    http://planetadosalimentos.blogspot.com/

    passa la depois

  6. Sem Avatar Luiza:

    Vitor,
    Super útil o post. Adoro foto, principalmente quando é
    de comida *-*, quase um “juntar a fome com a vontade de comer” sabe? rs
    Particularmente acho que suas fotos me deixam com muita
    fome, e são bonitas. Acredito que fotos em geral tem que
    te mostar algo além do que está na imagem, e nas suas percebo isso. Quero ser assim quando crescer! :D
    Beijos
    Luiza

  7. poxa, vc consegue extrair o máximo da objetiva do kit da XTi. eu quase não uso a minha, talvez por preguiça ou incompetência de ter explorado melhor as funcionalidades dela. belo post, acho que serve pra quem fotografa crafts também.

  8. Oi Vitor
    Muito bom esse post!
    Eu sou alucinada por tecidos e tenho 2 dicas pra quem também gosta deles e quer economizar: procurar nas lojas de tecidos, as bancas com saldões de retalhos. Geralmente são de algodão, com estampas bacanas, a preços ótimos. Outra dica é comprar guardanapos de tecido (lisos ou estampados) avulsos, não custam mais de 10 reais.
    E adorei a dica sobre os produtos de 2a linha…
    Ligia

  9. Sem Avatar Clara:

    Oi Vitor, sempre leio seu blog, mas acho que nunca comentei :P
    Mas esse post sobre fotografia e comida está simplesmente demais, dicas úteis e super bacanas ! Parabéns !

    Até mais, Clara.

  10. Sem Avatar Mônica:

    Sempre perfeito suas matérias…. sou fotógrafa, além de diretora de redação do Temperus, portanto entendo perfeitamente sobre sua preocupação em fotos perfeitas…. lindo mesmo! Aparece de vez em qdo por lá! Bjs

  11. Sem Avatar Marcia Barbosa:

    Olá Vitor,
    Estava passeando pelo seu site e gostei dessa matéria sobre os utensilios.
    gostaria de saber aonde os encontro, pois moro no Rio de Janeiro, Niterói pra ser mais específica, e uma vez por ano visito SP.
    Ainda sou uma curiosa na cozinha, mas pretendo fazer faculdade de gastronomia.

    Bjs
    Marcia Barbosa

  12. Sem Avatar Galileu:

    Poutz, muito BOA a série 101. Caraca :O

  13. Sem Avatar Cinara:

    AMEI este post, Vitor!!! Eu não tenho muito tempo (nem paciência) para ficar compondo as minhas fotos, mas é óbvio que dá para melhorar *muito*, ainda mais com estas dicas! Acho que meu maior problema no momento é a iluminação: como a minha cozinha nova é gigantesca, não consigo fotografar à noite por causa da falta de luminosidade! Vou ficar aguardando as dicas sobre iluminação, OK? ;o)
    Beijos!

  14. Vitor, excelente post. Detalhe, uso o mesmo equipamento que vc e minhas fotos até que saem legais tb! Isso, dentre outras coisas, me fez concordar em gênero, número e grau com seu post. Se quiser, dá uma olhada nas minhas fotos: http://melonio.carbonmade.com

    Beijos!

  15. Sem Avatar manoela:

    Vitor, parabéns pelo post.
    Estou iniciando na fotografia e fiquei muito contente em saber que é possivel se desenvolver como profissional ( e fazer fotos bem interessantes) mesmo com equipamento mais ‘simples”. Acabo de adquiri minha primeira camera ( uma nikon D60, lente 18-35mm f. 3.5 – 5.6) e teu post me tranquilizou e entusiasmou bastante. Fora que sou louca por comida.
    Gostaria de trocar algumas ideias contigo. Se puder me retorna!
    Abraço
    Manoela

  16. Série 101: Fotografia de Comida http://t.co/W2MyjVx via @pratofundo

  17. @pedrovisky PORÉM, há aqui as recomendações que ainda não tentei seguir: http://t.co/8EBg0e3H

  18. Oi Vitor!

    Já tem muito tempo que eu acompanho o blog (entrei pela porta procurando por gastronomia molecular). Eu sou fotógrafo e trabalho muito com fotografia de alimentos. Na verdade eu fã do seu site a mais tempo do que fotografo!

    Alguns dias atrás eu escrevi uma matéria com 5 dicas para fotografar alimentos. Não vou colocar o link aqui para não poluir a sua página com um link gigante. Se alguém se interessar o meu site é http://www.guiteixeira.com – lá no blog fica fácil achar esse artigo!

    Parabéns pelo site, ele fica melhor a cada atualização!

    Abração!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Food pr0n « Alguém na linha?

    [...] brasileiro Prato Fundo (http://pratofundo.com) que além de dar receitas maravilhosas, dá até um bom tutorial sobre como fotografar os seus pratos de maneira profissional (e fazer sua própria pornografia [...]

  2. O guia da Fotografia de Comida : Dicas de Fotografia

    [...] Pensando nisso eu e o amigo Vitor Hugo, autor do blog Prato Fundo, fizemos uma mini-série de artigos sobre fotografia de comida. Eu adoro fotografar, adoro fotografar comida e, embora meu blog de culinária esteja abandonadinho, adoro cozinhar. O Vitor também é apaixonado por comida e fotografia – dá para ver pelo seu blog – e por isso resolvemos nos juntar e contar os nossos segredos para deixar sua fotos de alimentos muito mais “gostosas”. Eu fiquei com a parte técnica de equipamento e iluminação – que você lê abaixo – e o Vitor ficou com a parte de Composição e Produção do prato (Série 101 – Fotografia de Comida). [...]

  3. Foto: Qual Câmera Comprar? | PratoFundo

    [...] do texto da Claudia Regina: O guia da Fotografia de Comida que faz tabelinha com um artigo da casa: Fotografia de Comida. Como ela é fotógrafa, consegue falar com mais propriedade sobre o [...]

Comentários fechados no momento. Caso queira, entre em contato.

«

»