Resenha: “A Conversa Chegou À Cozinha” de Rita Lobo

Review: A Conversa Chegou À Cozinha por Rita Lobo

A mais recente publicação da Rita Lobo é “A Conversa chegou à cozinha: crônicas e receitas” pela Ediouro. Além de “Culinária para bem estar: receitas antiTPM” (editora Panelinha) e “Cozinha de estar” (Conex).

Para quem acompanha blogs e sites de gastronomia deve ter reconhecido o nome da autora. Isso mesmo, é a Rita Lobo do Panelinha que conta com o blog da própria.

O livro é uma seleção de 24 artigos publicados no blog que existe desde o final de 2006 e possuem ao menos uma receita (ao todo são 50) para ilustrar os”causos”. Bem como a autora conta, as crônicas não seguem uma ordem cronológica e a relação do texto com a receita sugerida é totalmente livre. Em algumas existe o exemplo (por causa da história) de que tipo de evento o prato poderia ser servido.

Analisei o livro tendo duas visões distintas:

  1. Se eu encarar como um livro de culinária
  2. Se eu encarar como um livro de crônicas

Tanto um como outro existem problemas para mim.

1) Se eu encarar como um livro de culinária
Peca no pré-requisito mais básico quanto ao que eu espero num livro de comida: não tem fotos. O livro possui ilustrações feitas por Juliana Russo, não quero desmerecer o trabalho da ilustradora. Muito longe disso, as figuras me lembram os anos 50 (por mais que não tenha nascido nessa época) o que aprecio muito. Proporciona um ar vintage, heheheh.

E sim, gosto de um eye candy que no caso traduziria como o apelo visual, ainda mais quanto se trata de comida. A composição da foto em si me atrai, a disposição, o jogo de lugar e etc. Gosto de fotografia, isso fica evidente, heheheh.

Podem rebater que alguns livros aclamados não possuem fotos e o que vale é o conteúdo. Concordo em parte. Aclamado por quem cara pálida? E no final das contas, livro é algo pessoal, né não? Só porque meia dúzia de críticos literários/gourmet disseram não significa que é verdade absoluta. Da mesma maneira que para tantas outras pessoas ter foto não seja necessário como é para mim.

2) Se eu encarar como um livro de crônicas
Como comentei anteriormente, os textos tanto das histórias quanto das receitas são um apanhado do que existe no site do Panelinha. Para quem acompanha o trabalho da Rita por lá não vai encontrar nada de novo. Por exemplo, eu o leio esporadicamente e dentre os 24 contos, já conhecia uns 15.

Porém, caso o leitor nunca tenha visto nada do Panelinha ou sobre a Rita (o que duvido um pouco) terá boas surpresas. A maneira como a Rita escreve é fluído, não é amarrado, acaba lendo que nem percebe. Isso eu admito, a moça sabe escrever.

A Conversa chegou à cozinha: crônicas e receitas por Rita Lobo
Editora Ediouro – 207 páginas, 2008.
Preço médio: R$42 reais.

Review: A Conversa Chegou À Cozinha por Rita Lobo Compromisso com a verdade.

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

5 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Concordo, amigo. Livro de receita sem foto é brochante…

  2. @Ana: Uma correria que só e cozinhar pra pouca gente é tão desanimador, hehehe :( Só preparando o básicão.

    Quando aceito receber livros para review/resenha já deixo bem claro com o meu contato que falarei a verdade mostrando o porquê. Tanto quando falar bem ou mal. Acredito que assim seja mais transparente com quem me lê. E como em blog o grande diferencial é a opinião, ela tem que ser verdadeira. né? :)

    Outros veículos acabam dando apenas a nota, mas sem dizer se é bacana ou não. Pow, aí é fácil! hahahaha

    Ah, ainda não evolui. Prefiro, sempre, livros com fotos! Deve ter livros ótimos sem fotos que vão sendo preteridos em função de outros, mas… heheheh

    @Cristina: opa, então não fui o único! hehehe Os texto e as receitas funcionam e muito para o Panelinha. A maneira de comunicação por lá é diferente de material publicado, creio eu.

    @Barroso: olha, sinceramente eu não sei. :/ Só se alguma editora portuguesa comprar os direitos ou então, a brasileira exportar para aí.

  3. Oi Victor, por acaso não sabe se esse livro vai ser editado aqui em Portugal?
    Abraço

  4. Oi Vitor,
    Minha irmã me mandou o livro no Natal. Fiquei muito decepcionada com ele: Achei os textos além de mais ou menos escritos, péssimos no conteúdo. Talvez por eu viver já há algum tempo fora do Brasil, não entendi o que possa haver de filosófico em lavar a louça e passar ela mesmo um paninho no chão da cozinha… mesmo sendo de madrugada… E por assim foi em suas crônicas e contos. Quanto às receitas, nada de novo, nada de especial…
    Um livro completamente surpléfluo.
    Cristina Stein

  5. Oi, Vitor! Vc andava sumido! Que bom que voltou! :)
    Fiquei feliz de ver sua crítica objetiva. Com isso de receber cópia de editora, fico sempre aflita, sem saber se a pessoa está só falando bem por falar. Dei uma fuçada no livro e tive as mesmas impressões. Só quanto às fotos… Engraçado que no começo também ficava maluca atrás das fotos, e me guiava por elas principalmente para escolher um prato. Conforme as coisas andaram, hoje em dia, como procuro as receitas pelo índice remissivo, de acordo com o ingrediente que tenho em casa, já não me importo mais se tem foto, ilustra, ou nada. Tanto, que os últimos três livros que comprei não tinham foto nenhuma. Mas que é gostoso olhar para uma foto bem tirada, isso é… :D

    Beijos!

«

»