Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia

Prometo que este tapa será muito gostoso! *ui* Hahahahah Outra receita de raiz européia, no caso, finlandesa. Prometo que tentarei não falar mais da Finlândia, mas será difícil!

Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia por PratoFundo.com

O prato foi sugestão da Lily (a mesma do outro artigo) que mora no país em questão. A receita, na verdade, são duas: Pulla (massa básica aromatizada com cardamomo) e Korvapuusti (pão de canela similiar ao cinnamon rolls americado). Korvapuusti, na tradução literal em finlandês, significa tapa na orelha. Será que Miss Lily queria me dar um tapa literal? :O hahahahah

Cardamomo (Elettaria cardamomum e Amomum sp.) é outra especiaria que não é tão difundida aqui no Brasil por diversos motivos. Suponho que o maior deles seja o preço, não é lá muito barato… pode chegar acima de r$100/kg. Sem falar que ao paladar, não é algo que estamos acostumados. Mesmo sendo parente do gengibre, são da mesma família Zingiberaceae, o gosto é distinto, particularmente.

Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia

O cardamomo utilizado na receita veio como presente, sendo uma mistura pronta. Creio que seja um mix de cardamomo com mentol e cânfora, por causa do aroma e do aspecto (Depois de um “korvapuusti” da dona Lily, o mix é só de cardamomo e dando uma pesquisada fiquei sabendo que dependendo da espécie o cardamomo pode ter um aroma mais canforado naturalmente).

Mas como meu sueco e finlandês não são muito bons, não tenho ideia do que está escrito na embalagem! hahahahah E sim, usei Google Language para traduzir :P

Então, se você não é fã do condimento ou nunca usou aconselho a ir com calma. Só preste atenção, a especiaria que agrega sabor a massa, se colocar pouco ou não colocar ficará uma massa de pão “simples”, praticamente.

Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia

Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias Finlandês

Pré-preparo: 40 min
Tempo de cozimento: 20 min
Total: 1 h
Rend.: 10 - 12 unidades
Autor: Vitor Hugo

Ingredientes

Ingredientes: MASSA

  • 500-530 g farinha de trigo
  • 10 g fermento biológico seco instantâneo
  • 100 g manteiga sem sal (derretida)
  • 250 mL leite integral (morno)
  • 85 g açúcar cristal
  • 0,5 c. chá sal refinado
  • 1 c. chá cardamomo triturado (menos que 1 c. chá)
  • 1 ovo (temperatura ambiente)

Ingredientes: RECHEIO

  • 50 g manteiga sem sal (amolecida)
  • 1-1/2 c. sopa canela em pó
  • 50 g açúcar cristal (se usar o mascavo, coloque o dobro)

Modo de Preparo

  • O leite deve estar morno, ou seja, você consegue colocar o dedo sem se queimar. Caso esteja muito quente irá inativar (matar) o fermento biológico. Misture ao leite (já aquecido) açúcar, sal, cardamomo e ovo.
  • Divida a farinha de trigo em duas partes. Numa delas acrescente o fermento biológico e misture bem, então, acrescente a mistura dos líquidos batendo com um fouet (ou garfo ou na mão mesmo). Adicione o restante da farinha ao poucos, em seguida a manteiga. A massa não deve ficar totalmente seca, fica levemente grudenta.
  • Como não deixa de ser pão, hora de sovar! Sove até ficar lisa e uniforme a massa (10 minutos, média). Transfira para um recipiente coberto com pano e deixe fermentar por 40 minutos.
  • Nesse meio tempo prepare o recheio: misture todos os ingredientes até ficar homogêneo.
  • Após a fermentação, abra a massa na forma de um retângulo de 30x60cm aproximadamente. Distribua a pasta do recheio previamente preparado. Enrole como se fosse um rocambole, tendo inicio pelo comprimento (60cm), fechando bem as laterais.
  • O corte… o formato tradicional é o “borboleta”, porém se cortar errado o pão se tornará arte abstrata. Deve ser cortado como se fosse um trapézio ao invés de um triângulo. Abaixo segue uma tentativa de explicação. Vê? Trapézio possui duas bases retas paralelas, enquanto o triângulo não. A base menor do trapézio pode ser maior do que mostrada na foto abaixo.
  • O formato de borboleta é feito assim: coloque o trapézio em pé, então, pressiona o centro com um cabo de colher (ou hashi) enfarinhado.
  • Coloque sobre uma assadeira enfarinhada (quantas necessárias, duas), deixe fermentar por 30 minutos em local aquecido.
  • Pré-aqueça o forno em 200-225ºC. Pincele ovo batido nos pães e salpique açúcar. Asse por 10-15 minutos, é bem rápido, fique de olho. O armazenamento deve ser feito em geladeira e por causa desse açúcar e manteiga toda, junto com a umidade é normal ficar melado.

Dicas

  • Pulla: que é a massa sem o recheio de canela pode ser assada “branca” também. Depois da primeira fermentação, sove para retirar o gás, divida em pequenas bolinhas e coloque sobre assadeira e deixe fermentar por 30 minutos. É só assar da mesma maneira.
  • Cardamomo: caso tenha as favas, triture o conteúdo interno delas e utilize na receita. A quantidade depende do seu gosto pessoal.
Você fez a receita? Me marca @PratoFundo ou deixe um comentário & avaliação!
Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia Korvapuusti: Pão Doce de Especiarias da Finlândia

Oi, Eu sou o Vitor Hugo!

Cientista e Cozinheiro que juntou duas paixões Ciência e Comida: a melhor combinação que existe! Diferente, né? Vem saber mais…

Deixe um comentário

Por causa das mudanças de privacidade feitas na Comunidade Europeia, o seu comentário não irá aparecer imediatamente, caso a opção de salvar os dados não for marcada.

Seu email não será publicado. *Campos obrigatórios.

14 Comentários (Deixe o seu!)
  1. Oi vitor bom dia preciso saber a origem e quem inventou essa receita pois irei fazer para um trabalho de escola e preciso saber essas informacoes para apresentar para minha turma.
    Se puder me ajudar serei muito grata.

    1. Não sei dizer, recebi a receita de uma leitora. Só fazendo a pesquisa mesmo, boa sorte!

  2. Oi Vitor Hugo, fiz o seu prato korvapuusti, e foi um sucesso. Minha professora de pintura em aquarela é finlandesa é claro quis fazer um agrado a ela.
    Adorei qdo vc. Sugere o hashi para fazer a difereça no meio do pãozinho , acertei na primeira.
    Muito obrigada, arigatoo gosaimasu.
    Jaa mata.

  3. Amei a receita

  4. Fiquei super contente ao ver que o doce mais típico do meu pais é também conhecido no Brasil (pelo menos por alguns dedicados ao assunto :D).

    Aqui tem instruções em fotos de como enrolar o doce. Também tem texto em finlandês, mas não é preciso saber finlandês- as fotos são bem ilustrativas.

  5. olá… se eu substituir o cardamono por canela em pó ,o gosto fica igual? .

    1. @Meiriele: igual não vai ficar, né. Canela e cardamomo tem sabores bem diferentes. Mas ruim não vai ficar, canela combina muito bem também.

  6. oi Victor…
    vc nao imagina quantas lembranças essa pulla me trouxe!!!
    eu morei 1 ano e 8 meses na Finlandia e se pudesse voltaria com certeza para morar lá de vez,e um programa que sempre gostei de fazer era ir ao supermercado,pois tinha cheiros incriveisque sao dificeis de se sentir ate mesmo na melhor padaria do Brasil,na rua que dava para a mnha casa tinha umas macieiras e toda primavera tinha um cheiro incrivel nas ruas,tudo causado pelas tais maçãs,e ate hoje ainda sinto o cheiro das maças finlandesas.
    tinha um ingrediente que eu usava muito,principalmente no salmao grelhado ou no forno,o nome é TIILLI,e aqui no Brasil nao encontro,ainda mais morando numa cidade pequena como a minha.
    bom,amei a receita e assim que fizer venho aqui contar para vc.bjs e parabens pelo blog.

  7. Oi Victor, que bacana, eu vi esse estilo Pão de Canela em algum blog estrangeiro, vai até ser que o foi pelo Teaspotting (que criei link logo inaugurei meu blog, sempre foi minha paixão visita-lo, descobri ele a partir do Marcelo Katsuki lá da Folha de São Paulo, logo que ele postou). O seu Pão de Canela ficou igualzinho, deve ter ficado muito gostoso! Quem que apareceu no Teaspotting por 2 vezes, logo na sequencia, foi a Leonor de Souza Bastos , que escreve o http://www.flagrantedelicia.com. As fotos dela chama atenção. O legal que ela apareceu lá e nem mencionou no Blog dela, o merecido reconhecimento. Só descobri, ela no Teaspotting, porque as fotos dela são de chamar muito atenção, quando cliquei caiu, lá no site. A Leonor foi aluna do Jamie Oliver também. O Blog da Leonor é escrito em portugues, Blogs brasileiros do Brasil mesmo não apareceram por lá, pelo que reparei. Falei demais… Beijao querido de Minas Gerais, Priscila.

  8. Parabens pelo Blog,adoro suas dicas ,vc e muito criativo.
    Adorei o resultado final,ficaram lindos e o sabor deve lembrar cinnamoroll….que delicia…
    Vc enrola como croissant?
    Bj

  9. Hum, parece um cianamon rolls mesmo…
    Eu já te disse amigo, aceito envios pelo correio…. imagino o aroma que vc falou, não ficou um pão com cheiro de halls? Desculpe mais eu tinha que perguntar…
    Um abraço
    Amanda

  10. Muito legal essa receita, Vitor.

    Vou tentar agora mesmo!!!!

    Adoro seu blog!!!!

  11. mmmmmm… parece delicioso!
    não vejo a hora de poder testar suas receitas… breve, nesse cinema, como costuma dizer amigo meu… hahahaha
    beijos!

  12. Oie Vitor! Todo mundo merece um tapa na orelha de vez em quando né!! XD
    Mas que legal que experimentou a receita! Os paezinhos amorfos ficaram hilários! Esses sao aqueles que vao direto para a barriga antes de apresentá-los à mesa nénao =)

    Sobre o cardamomo.. ué.. eu achei que tinha de mandado cardamomo moído só. Chequei o pacote aqui de casa e diz que é apenas cardamomo.. sem outra adiçao.

    Adorei o passo a passo do corte do rolo de massa.. bem explicadinho, caprichado! Aqui em casa eu também uso hashi para apertar a massa.. tem gente que usa o cabo da faca de mesa.

    Nao ficou muito doce?? acho que 50g de açúcar para o recheio é muito nao?

    ah. fiquei com vontade de comer pulla agora.. fica aí atiçando a vontade dos outros.. bem merece um tapa na orelha ;)